Médicos do Materno Infantil Santa Catarina cobram atraso nos salários

Médicos do hospital Materno infantil Santa Catarina (HMISC), afirmam que estão trabalhando sem ter recebido o pagamento do mês de maio, referente ao serviço prestado à empresa administradora, o Instituto de Desenvolvimento, Ensino e Assistência à Saúde (Ideas), enquanto outros seriam privilegiados com o pagamento em dia.  Em conversa com o Portal Litoral Sul, informaram que fizeram contato com a Secretaria de Saúde do estado, e os mesmos disseram já ter pago uma quantia e que o restante do pagamento seria feito ontem, dia 25.

“O que se sabe a respeito é que alguns que receberam são médicos de dedicação exclusiva, que mudaram de cidade para assumir um setor no serviço e tem um contrato que recebem sempre até o dia 05 do mês. Enquanto esses médicos já estão quase recebendo o mês subsequente, os demais colegas estão em atraso. Qual seria o real motivo ou então privilégio de alguns? ”, questiona um profissional que prefere não se identificar.

Ainda segundo o médico, o Ideas vinha fazendo o repasse sempre no dia dez de cada mês e pelo segundo mês vem atrasando. “Os mesmos referem que conseguiam pagar dia dez, pois o estado estava repassando o dinheiro antes como uma bonificação pelos serviços prestados. A empresa alega que o estado ainda não fez o repasse a instituição e por esse motivo não pagou aos médicos e quando interrogados quanto ao prazo para o pagamento a direção do hospital não repassa informações. O salário dos demais funcionários do serviço estão em dia, pois os mesmos são contratados regime CLT. O que não é justo aos profissionais que estão sem receber o pagamento”, coloca o profissional.

Foto: Clara Fernandes

Assunto foi pauta na Câmara de Vereadores

Com relação ao pagamento de apenas alguns médicos, a assessoria de imprensa do Ideas informou que isto não corresponde e que o atendimento no Materno Infantil Santa Catarina, continua com a excelência e qualidade de sempre.

A falta de pagamento pautou a sessão da Câmara de Vereadores de Criciúma na noite de ontem, o superintendente do Ideas, Sandro Demetrio, fez uso da Tribuna, a proposição foi do vereador Tita Belloli (MDB).

“Desde fevereiro nós estamos recebendo só 70% do valor integral do contrato. A secretaria vem alegando alguns problemas relacionados com a produção de metas do hospital. No entanto, não estamos encontrando um consenso no repasse”, pontuou Demétrio.

Segundo o superintendente, os valores de repasse pendentes estão próximos de atingir os R$ 3 milhões, podendo comprometer o atendimento direto à população. “Fizemos, inclusive, empréstimos para tentar não comprometer o pagamento da folha e dos fornecedores, mas, no momento nós já não temos mais condições de crédito”, afirmou.

Com a ampliação inaugurada no dia 1º de dezembro de 2018, o Hospital tem capacidade é realizar 300 partos por mês. A obra foi orçada em pouco menos de R$ 6 milhões e possui mais 70 novos leitos.

#falta de pagamento, #HMISC, home_destaque, hospital, Ideas, médicos, Santa Catarina