Lisca pede demissão do comando do Tigre

Lisca não é mais o técnico do Criciúma. Segundo o próprio treinador, o pedido de desligamento veio após a derrota para o Atlético Tubarão por 3 a 0 na noite de ontem, 28, e foi confirmado nessa tarde através de entrevista coletiva no Centro de Treinamento, no bairro Cristo Redentor. “Nossa equipe não conseguiu render aquilo que a gente esperava. Faltou produtividade dentro do que o Criciúma e a torcida necessitam. Há uma urgência por resultados, nosso trabalho é assim”, explicou o ex-treinador do Criciúma.

Outro fator citado por Lisca foi a saída de membros da comissão técnica. “Teve a questão da troca do executivo de futebol (referindo-se a Newton Drummond que está no Vasco da Gama) que atrapalhou muito o trabalho também. Como vou cobrar dos jogadores participação, uma entrega maior, comprometimento com o clube, quando temos profissionais saindo para outras propostas?”, questionou.

O técnico comandou o Criciúma em apenas quatro jogos oficiais. Todos pelo Campeonato Catarinense. Venceu uma contra o Concórdia, empatou com a Chapecoense sem gols e perdeu duas, para Figueirense e Tubarão. Nos quatro jogos, a equipe sofreu quatro gols e teve o pior ataque da competição com apenas dois gols marcados.

O auxiliar-técnico Grizzo será o comandante tricolor na partida contra o Brusque, na próxima quarta-feira, dia 31.

Você também pode gostar

Entre no nosso grupo do WhatsApp e seja atualizado em tempo real.