Letícia Zanini – É muito Deus para pouco milagre!

Imagino que em algum momento você caiu ou quase caiu em falsas promessas, tipo emagrecer dormindo, reprogramar seu DNA, fazer sete dígitos na conta em sete dias, e por aí vai… não finda a criatividade dos deuses da atualidade.

E porque será que tanta gente acredita – ou espera – o milagre? Na minha visão, pela vontade de pegar atalhos. Imaginem emagrecer dormindo, que delícia não é? Ou abrir meu saldo em uma semana e “pá”, estou “rico”, quem não quer? E, será que está errado? Bem, errado é um conceito relativo, mas o fato é que é ilusório. As pessoas na ingenuidade e carência, compram possibilidades para mudar aquilo que lhes desagrada, querem se livrar o quanto antes das sensações desconfortáveis, e para isso, compram falsas promessas. Por outro lado, os deuses, se apropriam de dores e necessidades humanas, fazendo disso um negócio. De novo, está errado? Tirem suas conclusões.

Entre em nosso grupo e receba as notícias no seu celular. Clique aqui

Prefiro acreditar na mudança sustentável, aquela que se constrói com menos certezas e mais experiências, aquela do mundo real, sem fórmulas prontas e mirabolantes, sem planos mágicos, mas com erros e acertos, com frequência e intensidade, usando seus talentos únicos. Prefiro acreditar que o meu milagre eu faço e que Deus, para mim, não é personificado, nenhum outro ser humano pode mudar a minha condição, apenas eu e as minhas decisões. Eu sei, essa é a escola mais difícil, mas na minha visão, a única madura e responsável.

Pense nisso!

Você também pode gostar

Entre no nosso grupo do WhatsApp e seja atualizado em tempo real.