Laboratório Búrigo conquista troféu no Prêmio Catarinense de Excelência

O ExcelênciaSC – Movimento Catarinense pela Excelência entregou, na noite de quinta-feira (24), o Prêmio Catarinense de Excelência a 18 empresas reconhecidas pelas práticas de gestão. Única companhia da região Sul incluída no rol de premiadas na solenidade realizada na sede da Fiesc, em Florianópolis, o Laboratório Búrigo trouxe o troféu da categoria 500 pontos, a segunda mais alta do evento.

“A felicidade de receber o prêmio coroa um longo caminho percorrido”, enalteceu o diretor do Laboratório Búrigo, Renan Búrigo, que ao ser convidado para receber o troféu, quebrou o protocolo e chamou todos os colaboradores da empresa presentes à cerimônia.  Depois de implantar o Modelo de Excelência da Gestão (MEG), a empresa vem trilhando a “escalada da excelência” colocada pelo prêmio, dividido nos quatro níveis (125, 250, 500 e 750 pontos) de avaliação da gestão das empresas inscritas. “Em anos anteriores ganhamos por duas vezes na categoria 250 pontos. Decidimos dar o salto maior e para isso optamos por não nos inscrever no ano passado e nos preparar para esse ano. Ficamos honrados e felizes por conseguir o objetivo logo na primeira tentativa”, exalta Renan.

Em formulários e avaliações presenciais, as 26 empresas candidatas precisaram apresentar as respostas a questões dos oito critérios qualificados no prêmio: Liderança; Estratégias e Planos; Clientes; Sociedade; Informações e Conhecimento; Pessoas; Processos; e Resultados. “Temos à prova uma visão sistêmica da gestão da empresa, com abrangência do relacionamento com clientes, fornecedores e a sociedade. Fomos visitados pela banca em todos os setores da nossa sede e em quatro unidades de atendimento de três municípios diferentes para verificar o alinhamento e a coerência com o que a empresa prega”, relata a líder da Gestão pela Excelência do Laboratório Búrigo, Gisele Gaspodini.

Na profunda e criteriosa avaliação as companhias candidatas ao prêmio passam pela validação da cultura de excelência, observa Renan. “A consolidação das boas práticas nos processos em todos os setores e a evolução da empresa no relacionamento com a sociedade, gestão de riscos e ações de estímulo à inovação pesaram para a subida de patamar nessa escalada da excelência. É uma conquista que materializa essa cultura estabelecida no nosso dia-a-dia”, frisa.

 

Você também pode gostar

Entre no nosso grupo do WhatsApp e seja atualizado em tempo real.