Investimento de R$ 5,8 milhões: Centro de Inovação irá atender a região de Criciúma

O total de R$ 5,8 milhões foram liberados pelo governador Carlos Moisés nesta sexta-feira, 24, a para a implantação de um Centro de Inovação que irá atender a região de Criciúma. O empreendimento será instalado em um prédio da Universidade do Extremo Sul Catarinense (Unesc), no centro da cidade.

Com cerca de cinco mil metros quadrados e um prédio de 3,7 mil metros quadrados, o empreendimento terá incubadora e aceleradora de empresas, laboratórios de ponta e centros de pesquisa e treinamento. A gestão do Centro de Inovação será feita de forma integrada entre a Unesc, a Associação Empresarial de Criciúma (Acic) e a prefeitura, com coordenação do comitê da Região Carbonífera.

“O Centro de Inovação é prioridade do governo na região. Por meio de uma parceria com a universidade, a associação comercial e o município, vamos complementar valores para reformar e adequar uma edificação já existente. De forma célere, vamos contribuir para desenvolver e estimular a economia no Sul catarinense”, afirmou o governador.

“Foi um dia histórico para a região e assim será para as demais pautas apresentados ao governador”, comentou o presidente da Assembleia Legislativa, Julio Garcia. “Agora a bancada segue acompanhando as outras demandas apresentadas para que também recebam a mesma atenção do governo do estado”, completou.

Para a reitora da Unesc, Luciane Ceretta, esse anúncio marca um novo ciclo para a economia do Sul catarinense. “Com o Centro de Inovação, vamos contribuir para uma economia mais aquecida, atraindo novos negócios, impulsionando negócios já existentes e capacitando mão de obra”, aposta. A reitora destacou ainda que a parceria otimizou a gestão de recursos públicos, porque um novo centro de inovação custaria o triplo do valor.

“Com esse aporte, mantemos a nossa visão de não investir recursos em tijolos, mas em ecossistemas de inovação. Essa verba vai viabilizar uma pequena reforma em um prédio que já está pronto, mas principalmente será aplicada em programas de startups, que incentivem a geração de tecnologia e o empreendedorismo”, destacou o secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável (SDS), Lucas Esmeraldino.

 

Você também pode gostar

Entre no nosso grupo do WhatsApp e seja atualizado em tempo real.