Hospital volta a atender nesta quarta

O hospital São Marcos de Nova Veneza inicia os atendimentos a partir desta quarta-feira, dia 1º. O anúncio foi feito pelo prefeito de Nova Veneza, Rogério Frigo e o administrador da unidade, Paulo Conti, durante uma entrevista coletiva, na manhã desta terça-feira, dia 30. O novo convênio de recontratualização deverá ser assinado nos próximos dias. A unidade hospitalar irá receber R$ 198 mil do Governo do Estado e mais R$ 115 mil do Executivo, desde o mês de maio, para o funcionamento do pronto- socorro. Com os recursos do Estado, irá possibilitar a retomada dos serviços gradativamente e também abertura dos centros cirúrgicos e internações. Em janeiro, serão apresentados os relatórios para que, conforme a demanda, o convênio possa ser ampliado.

“Desde o início de nosso mandato nos deparamos com uma situação difícil no Hospital São Marcos. Foram muitas dificuldades encontradas com a falta de pagamento dos profissionais, fornecedores e a unidade hospitalar em greve. Buscamos tratativas com o Consórcio do CisAmesc sem êxito e na sequência conseguimos negociar com o Instituto Coorpore já há seis meses na gestão da unidade. Após esse contrato, continuamos a busca pela recontratualização e durante sete meses trabalhamos para preparar toda a documentação necessária. O hospital é de suma importância não só para o município de Nova Veneza e de toda a região. Agora estamos no caminho certo, a partir de amanhã, o hospital São Marcos reabre para bem atender aos neovenezianos e a toda região. Sempre disse que não era possível hospitais fechando e nós brigando para o São Marcos voltar a funcionar. Estou muito satisfeito e essa é a maior alegria da nossa administração”, disse o prefeito, Rogério Frigo.

O administrador do hospital, Paulo Conti informou que os serviços serão retomados gradativamente nos próximos dias. “Vamos começar a trabalhar em termos de recursos humanos, cerca de 70 profissionais, entre enfermeiros, técnicos e demais servidores devem ser contratados, pois o corpo clínico já esta montado. E poderemos sim, estarmos abertos a outras adesões e especialidades. E também entra a parte técnica na questão do centro cirúrgico, um setor que requer mais cuidados com a esterilização de equipamentos, materiais e abastecimento de medicamentos. Esse trabalho vai ser dinamizá-lo, a partir de hoje, para que possamos internar os pacientes da nossa região. Nós estamos encaminhando em processo adiantado o credenciamento aos planos de saúde da Unimed e Agemed”, afirmou.

home_destaque