Anúncio

Homem é condenado por matar enteada que defendeu sua mãe de ataque do padrasto em Içara

Um homem de 37 anos foi condenado por homicídio qualificado e tentativa de homicídio qualificado a 32 anos de reclusão, em sessão do Tribunal do Júri promovida na comarca de Içara na última quinta-feira, 19. Segundo a denúncia, o crime aconteceu em abril de 2019, bairro Jardim Elizabete, na cidade-sede da comarca, quando o homem tentou matar sua companheira a facadas, mas foi impedido pela enteada. A jovem teria impedido a ação do acusado, colocou-se na frente da mãe, foi atingida por diversos golpes de faca e faleceu seis dias após o crime.

Entre em nosso grupo e receba as notícias no seu celular. Clique aqui

Anúncio

O réu foi condenado a 32 anos, um mês e 23 dias de reclusão, em regime inicial fechado, pelos crimes de feminicídio e tentativa de feminicídio. O Conselho de Sentença também reconheceu a causa de aumento da pena, pelo crime ter sido praticado na presença de ascendente e descendente das vítimas. Cabe recurso ao Tribunal de Justiça.

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo. Inscreva-se agora!

Você também pode gostar

Entre no nosso grupo do WhatsApp e seja atualizado em tempo real.