Fiéis demonstram devoção e visitam Nossa Senhora Aparecida, em Treze de Maio

Imagem, com mais de dez metros de altura, recebe católicos e devotos da Santa

Católicos e devotos de Nossa Senhora Aparecida dedicam o dia 12 de outubro para orações à Santa. Milhares de fiéis demonstram amor e gratidão e visitam a imagem, com mais de dez metros de altura, que fica no alto do morro localizada na comunidade de São João de Urussanga Baixa, em Treze de Maio.

Entre em nosso grupo e receba as notícias no seu celular. Clique aqui.

A subida, de cerca de 500 metros, entre o pé do morro até o monumento, é íngreme e cansativa. O espaço para os pedestres é estreito e dividido entre quem sobe e desce. Mas isso não é empecilho aos devotos da Santa seguirem seu propósito, chegar ao topo do morro. Nesta terça-feira, dia 12, a movimentação no local é intensa. Cerca de 15 mil pessoas já passaram pelo local. A organização da Paróquia Nossa Senhora Aparecida espera que a movimentação de fiéis seja intensa até às 20 horas.

“Hoje temos que agradecer. Estou aqui no meio do movimento e a gente vê o pessoal subir e descer e ficamos muito felizes. A previsão era chuva e foi um dia que ninguém esperava. Povo veio em peso, todos pagando promessa, um dia para agradecer”, conta Vânio da Silva, tesoureiro do Conselho de Assuntos Econômicos Paroquiais de Nossa Senhora Aparecida.

Com imagem na mão, mãe e filha intercedem por saúde

Rosimeri Elias, de 40 anos, e a mãe Zulete Elias, de 59 anos, moradoras de Urussanga, tem o costume de subir até a Santa todos os anos. Já foram pedir e agradecer pelos milagres recebidas. Este ano, com a imagem na mão, elas pedem pelo esposo de Rosimeri que sofre com um problema de saúde e não consegue trabalhar. Devotas, elas chegam ao fim da caminhada emocionadas e confiantes no agir de Nossa Senhora Aparecida.

“A família vem todos os anos. Já tivemos a graça do meu netinho de quatro anos que nasceu com problema de rim. Prometi que se ele melhorasse eu subia com ele vestido de anjo, e hoje está aqui curado. Já tivemos muitas graças alcançadas”, conta Zulete.

Enquanto a mãe contava a história, Rosimeri se emociona lembrando das graças alcançadas através da Santa.

Família sobe até a Santa para agradecer

A pequena Jamile Somariva, de 11 anos, já tem muitos motivos para agradecer a Santa. Ela nasceu com Lipomielomeningocele, que causa malformação nas pernas, e precisou passar por seis cirurgias. Com um sorriso largo, ela e a família, moradores de Nova Veneza, subiram até a Santa para agradecer pelas bênçãos recebidas através de Nossa Senhora Aparecida e pedir força para enfrentar as batalhas que ainda virão.

“Com três anos, ela [filha Jamile] teve que realizar uma cirurgia na coluna. Como o procedimento deu certo, cumprimos a promessa de subir com ela vestida de anjo. Agora todos os anos viemos agradecer pela vida e pedir por tudo que ainda vamos passar”, conta a mãe Josemara Trento, de 43 anos.

Casal leva filha vestida de anjo 

O casal Aline Mafei e Radamés Camilo, moradores de Forquilhinha, levam a filha de apenas um ano e sete meses, vestida de anjo, até o topo do morro. Este ano, vieram agradecer por uma ajuda que receberam da Santa. Eloá nasceu prematura e teve que colocar uma bolsa de colostomia com apenas 32 dias de vida. Segundo a mãe, a luta pela recuperação da criança foi vencida com a ajuda de Nossa Senhora Aparecida.

No dia 12 de outubro do ano passado, o casal trouxe a pequena no colo e pediram ajuda da Santa para remoção da bolsa de colostomia.

“Ano passado eu trouxe uma vela do tamanho dela e uma do meu tamanho para pedir que Nossa Senhora intercedesse na reversão do caso. O médico disse que ela ia ter várias sequelas, que não ia conseguir andar e hoje não tem nada. Faz dois meses que ela tirou a bolsa de colostomia e hoje eu trouxe o saquinho para deixar aqui e agradecer”, relara a mãe emocionada.

Bolsa de Colostomia da peque Eloá – Foto: Caroline Sartori
Casal leva filha vestida de anjo – Foto: Caroline Sartori

Você também pode gostar

Entre no nosso grupo do WhatsApp e seja atualizado em tempo real.