Feira Catarinense de Matemática seleciona trabalhos para a etapa no Acre

À tarde desta sexta-feira foi de premiação no Teatro Elias Angeloni, aos alunos que participaram da 33ª edição da Feira Catarinense de Matemática. O evento realizado de quarta até esta sexta-feira, dias 27 a 29, no Centro de Eventos José Ijair Conti, reuniu um público interessado em conhecer aplicações da Matemática por meio da apresentação de trabalhos científicos de estudantes de escolas públicas e particulares, de todos os níveis. Vinte trabalhos foram selecionados e irão participar da Feira Nacional no Acre, nos dias 24, 25 e 26 de maio de 2018.

Nesta edição Criciúma não foi contemplada, dois oito trabalhos inscritos por alunos da rede municipal, nenhum foi deles foi selecionado. O projeto “A matemática do arroz”, inscrito por alunos de Timbó, município localizado no Vale do Itajaí ficou na reserva.  O grupo formado por seis estudantes e três professores ficou satisfeito com o resultado. “Claro que esperávamos ganhar, mas como ficamos na reserva ainda está valendo. Ainda temos esperança, pois se algum dos escolhidos desistir estaremos dentro da disputa”, fala a professora Renata Pereira.

Felizes estavam os alunos Jeison Dias, Pedro Henrique Souza junto com o professor Júlio Cesar Defren. O trio conquistou a chance da disputa nacional. Participantes da cidade de Petrolândia, eles trouxeram o projeto sobre óleo de cozinha saturada transformado em biodiesel. “Elaboramos vários tipos de contas em torno disso, fórmula de Bhaskara, sistema de volume, sistema monetários entre tantas outras formas numa pesquisa que durou dois anos. É a segunda vez que a gente participa, mas desta vez com resultados concretos”, comemoram.

Criciúma voltou a sediar o evento após 23 anos e satisfeita com o resultado e, sobretudo com o empenho dos estudantes, a Gerente Regional de Educação, Juci Fernandes, avaliou a feira como positiva. “Os trabalhos apresentados estavam muito ricos e isto proporciona uma motivação maior aos nossos alunos”, analisa.

Saiba mais

Ao todo, os avaliadores selecionaram 148 trabalhos nas etapas regionais realizadas em todo o estado e que foram apresentados na feira. “Foi um espaço de divulgação da pesquisa em Matemática e uma oportunidade de socializar conhecimentos nessa área. Tivemos apresentação de trabalhos representando todo o estado de Santa Catarina e contaremos com a visita de instituições do Acre, de Minas Gerais e do Rio Grande do Sul”, disse o professor Bazilicio de Andrade Filho, representante do IFSC Câmpus.

Os 148 trabalhos foram selecionados nas categorias Educação Especial, Educação Infantil, Educação Fundamental (subdividida em Anos Iniciais e Anos Finais), Ensino Médio, Ensino Superior, Professores e Comunidade.

A organização da Feira Catarinense de Matemática foi do Câmpus Criciúma do Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC), Instituto Federal Catarinense (IFC), Agência de Desenvolvimento Regional (ADR)/Gered de Criciúma, Prefeitura de Criciúma – Secretaria Municipal da Educação de Criciúma, FURB – Universidade Regional de Blumenau e Sociedade Brasileira de Educação Matemática (SBEM).

 

Você também pode gostar

Entre no nosso grupo do WhatsApp e seja atualizado em tempo real.