Exposição “nada agora” traz trabalhos de artistas catarinenses produzidos em solo francês

Repasse para seus amigos utilizando os links abaixo

A Sala Edi Balod da Unesc recebe na próxima semana a exposição “nada agora”, das artistas catarinenses Sarah Uriarte e Kim Coimbra. Os trabalhos foram produzidos durante o período em que ambas moraram na França, e traduzem os sentimentos aflorados quando se está longe de casa. A abertura da mostra ocorrerá no dia 26 de agosto, às 19h30, e será aberta ao público em geral.

Entre em nosso grupo e receba as notícias no seu celular. Clique aqui

“nada agora” traz trabalhos de autoria compartilhada entre Sarah e Kim, realizados em uma residência artística em Paris, durante os três primeiros meses de 2019. A residência fez parte do Prêmio Aliança Francesa de Arte Contemporânea 2018, ganho por Sarah.

O desenvolvimento do trabalho foi motivado pelos momentos e dificuldades enfrentados pelas artistas longe de casa e o que isso refletia em suas vidas. “Fotografamos diariamente e registramos no último mês a parede do quarto vazia e branca e as nossas mãos, ao dormir e ao acordar. Um delicado guardar e se despedir. “nada agora”, é um breve texto dos três momentos em relação à residência: ir, estar e voltar”, comenta Sarah. A mostra poderá ser visitada até o dia 13 de setembro, de segunda a sexta-feira, das 14 às 18 horas.

Conheça as artistas

Sarah Uriarte, natural de Itajaí, pesquisa relações entre fotografia e performance, corpo e arquitetura, espaço público e privado, corpo público e privado e seus desdobramentos em fotografias, vídeos, ações e publicações impressas.

Kim Coimbra, também de Itajaí, ultimamente tem se interessado pela relação entre processos e procedimentos de coleção e o modo de apresentação e diálogo destes, através de desenhos e fotografias.

Sala Edi Balod

A Sala Edi Balod da Unesc é um espaço de exposições e laboratório de Artes Visuais que tem como objetivo divulgar pesquisas e produções artísticas, propiciar aos acadêmicos do curso de Artes Visuais intercâmbio com artistas de outras regiões e promover ações educativas voltadas à formação de público e transformação social.

 

 

Repasse para seus amigos utilizando os links abaixo

#Criciúma, exposição, unesc