Estudo quer saber quais as principais necessidades de rótula na Próspera

A Diretoria de Trânsito e Transporte (DTT) de Criciúma iniciou nesta semana o estudo do tráfego da Rua Gabriel Zanette e Avenida Estêvão Emílio de Souza, vias que compreendem a rótula da grande Próspera. Na contagem de fluxo realizada pela DTT, cerca de 20 a 30 mil veículos trafegam diariamente pelo local.

O fluxo na rotatória é acrescido também pelo volume de carros que circulam pela Estêvão Emílio de Souza, já que a avenida dá acesso à Via Rápida.

Segundo o diretor da DTT, Gustavo Medeiros, essa é a maior necessidade no local. “O principal objetivo é intervir no trânsito de quem vem da Via Rápida e para que ela flua normalmente, sem que haja nenhum gargalo”, diz.

Para desafogar as ruas em horário de pico, a DTT estuda alterações no trânsito, que devem iniciar a partir do dia 15, com intervenção de agentes. Até lá, a fase é de observação do comportamento do tráfego. De acordo com o gerente de trânsito da DTT, Paulo Borges, nenhuma alteração será realizada antes de finalizado o estudo.

“Antes de aprovar qualquer nova situação no tráfego devemos ouvir os moradores da localidade. Queremos conversar com as lideranças empresariais e dos bairros para ter uma melhor noção das necessidades da região. Não adianta só chegar e intervir, precisamos ter esse embasamento”, destaca o gerente de trânsito da DTT, Paulo Borges.

 

Você também pode gostar

Entre no nosso grupo do WhatsApp e seja atualizado em tempo real.