Estimativa aponta mais de 27 mil novos casos de câncer em SC para 2018

Santa Catarina deve registrar mais de 27 mil novos casos de câncer em 2018. A estimativa pertence ao Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva (INCA) e o Ministério da Saúde (MS), que projeta também o acréscimo de 600 mil diagnósticos dentro do panorama da doença no Brasil. Entre as neoplasias, os catarinenses acompanham os números nacionais que revelam a liderança do câncer de pele não melanoma, próstata e o de mama.

Do total de novos casos em Santa Catarina, mais de 9 mil serão de câncer de pele não melanoma, tipo que atinge homens e mulheres. Entre os cinco mais presentes, os índices são seguidos de próstata (2.600); mama (2.190); traqueia, brônquio e pulmão (1.730) e cólon e reto (1.200). Após estes, entre os homens, o tipo mais incidente é o de estômago (620) e nas mulheres é o de colo de útero (470).

A intenção da divulgação da pesquisa é oferecer um painel sobre o cenário atual do câncer, para servir de base para gestores, profissionais de saúde, e sociedade em geral, nas ações de prevenção e controle da doença. “Chama atenção que continuamos a conviver com cânceres que detém alto potencial de prevenção, como o de colo de útero e de pele”, comenta a oncologista da clínica Onkológica, Fernanda Dal Toé.

O câncer engloba um conjunto de doenças, cada uma com características e fatores de risco próprios, cujo denominador comum é a reprodução desordenada de células. O câncer é uma doença multifatorial, mas cerca de um terço pode ser prevenido. “A maioria das pessoas ainda acredita que a doença está relacionada apenas a fatores genéticos, enquanto que o consumo em excesso de alimentos industrializados, bebidas alcoólicas, sexo sem proteção, cigarro e sedentarismo também são fatores de risco”, salienta.

Hábitos saudáveis e informação, conforme Fernanda, são excelentes aliados no combate à doença. “É importante que as pessoas atentem para um estilo de vida de qualidade, sem cigarro, sem alimentos processados ou gordurosos, com rotina regular de atividade física, alimentação saudável, uso de filtro solar e preservativo. São hábitos simples, mas de fundamental necessidade no controle e prevenção do câncer”, reforça.

Hábitos do dia-a-dia que exercem papel fundamental na prevenção da doença:

•          Consuma diariamente frutas e hortaliças variadas. Elas são ricas em fibras e antioxidantes, que protegem contra a maioria dos tipos de câncer.

•          Modere o consumo da carne vermelha.

•          Controle seu peso. Pesquisas mostram que a obesidade está associada a alguns tipos de câncer.

•          Não fume.  O tabagismo é a maior causa de morte evitável no mundo.

•          Use camisinha. Ela protege contra o HPV, o câncer de útero, pênis e garganta.

•          Beba moderadamente. O excesso de álcool é fator de risco de tumores malignos, como os da cavidade oral, faringe, esôfago, fígado, colorretal, mama e pâncreas.

•          Proteja-se da exposição solar.

•          Evite alimentos gordurosos, salgados e enlatados, embutidos e com gordura hidrogenada.

•          Pratique ao menos 30 minutos de atividade física diariamente.

O corpo emite sinais quando algo não vai bem. Esteja sempre atento. A maioria dos casos de câncer tem cura e, quanto antes for detectado, mais eficaz será o tratamento.

#câncer, #Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva, home_destaque