Preso e agentes prisionais feridos: em áudio, rebelados pedem presença da juíza e advogados

Área no entorno da Penitenciária Sul, na localidade de Vila Maria, em  Criciúma, está isolada devido a rebelião de presos

Uma área de cerca de 2 km no entorno da Penitenciária Sul, na localidade de Vila Maria, em  Criciúma, está isolada pelas forças policiais devido a rebelião de presos iniciada  na manhã desta sexta-feira, dia 14.  Detentos da Galeria H renderam dois agentes penitenciários, que foram feitos de reféns. A informação preliminar é de que o motivo da rebelião seria devido a interrupção das visitas na instituição.

Entre em nosso grupo e receba as notícias no seu celular. Clique aqui.

Em áudios que circulam pelas redes sociais, são divulgados os nomes de dez presos que iniciaram o motim. Também é mencionado que um dos criminosos foi baleado. O grupo ainda pede a presença da juíza e advogados para conversar. A Polícia Militar, o Serviço Aeropolicial (Saer/Sarasul) e uma equipe do Bope de Florianópolis se deslocaram para a penitenciária para realizar a negociação para a liberação dos reféns.

Foto: Maiquel Machado/Portal Litoral Sul

De acordo com o Saer/Sarasul, dois agentes penitenciários foram feridos e receberam atendimento médico. Um deles sofreu uma lesão na mão e outra teve laceração no rosto. Os ferimentos foram provocados por arma de fogo não letal. As duas vítimas foram avaliadas e liberadas no local.

Em nota, a  Secretaria de Administração Prisional e Socioeducativa informa que houve, na manhã desta sexta-feira, um fato de subversão à ordem na Penitenciária Sul, em Criciúma. “Houve pronta resposta da Secretaria de Administração Penitenciária (SAP), de forma articulada com outras forças de segurança e apoio irrestrito da Polícia Militar”, diz o texto.

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo. Inscreva-se agora!

Você também pode gostar

Entre no nosso grupo do WhatsApp e seja atualizado em tempo real.