Notícias de Criciúma e Região

Eleição na Fecam tem denúncias até de falsidade ideológica

Já são três os prefeitos que declararam não ter autorizado a colocação dos nomes na chapa encabeçada por Clézio Fortunato (MDB), de São João do Itaperiú, o que levou à impugnação da candidatura à presidência da Fecam pela comissão eleitoral.

Os prefeitos Antônio Ceron (PSD), de Lages; João Cidinei Da Silva (PL), de Anita Garibaldi; e Juliano Schneider (PL), de Luzerna, aparecem na lista de Clézio sem a devida autorização.

Já a prefeita Nilza Nilda Simas (PSD), de Itapema, nega que tenha aderido à chapa 2, de Milena Becher Lopes (PL), de Vargem.

O assunto foi parar no Ministério Público, que investiga o caso, pois as duas chapas recorreram da impugnação.
Apenas a chapa 1, de Jorge Luiz Koch (MDB), de Orleans, apoiada pelo atual presidente, Clenilton Pereira (PSDB), de Araquari, está apta a participar da eleição, na segunda, dia 31 de janeiro, na Assembleia Legislativa.

Você também pode gostar