Donos da casa goleiam a Arábia Saudita na abertura da Copa

A Rússia goleou a Arábia Saudita por 5 a 0 na primeira partida da Copa do Mundo Rússia 2018, nesta quinta-feira, no estádio Luzhniki, em Moscou. Gazinskiy, Cheryshev (duas vezes), Dzyuba e Golorin marcaram na estreia. Logo aos 11 minutos, Gazinskiy marcou, de cabeça, o primeiro gol da Copa, abrindo o placar para os russos.

A Arábia Saudita teve mais posse de bola no restante da primeira etapa, mas sem efetividade, enquanto a Rússia, do jogador brasileiro naturalizado Mario Fernandes, chegava nos contra-ataques. Em um deles, aos 43 minutos, Cheryshev ampliou depois de driblar dois zagueiros sauditas dentro da área. No segundo tempo, os russos continuaram aproveitando a apatia da Arábia para transformar em goleada: Dzyuba fez de cabeça aos 26 minutos, Cheryshev ampliou em belo gol de trivela e Golorin fechou o 5 a 0 com gol de falta, já nos acréscimos.

A vitória arrancou sorrisos até do presidente Vladimir Putin, que acompanhou o jogo nas tribunas ao lado de Gianni Infantino, presidente da FIFA, e Mohammad bin Salman, príncipe da Arábia Saudita. Com três pontos e um ótimo saldo, a Rússia sai na frente do Grupo A, que terá Uruguai x Egito amanhã, às 9h (horário de Brasília).

Abertura da Copa

Antes do jogo, a cerimônia de abertura do Mundial teve os cantores Robbie Williams e Aida Garifullina, além da presença do ex-jogador Ronaldo. O camisa 9 do Brasil nas Copas de 1998, 2002 e 2006 acenou para fãs, chutou uma bola e brincou com o mascote da competição, o lobinho Zabivaka.

A apresentação antes da partida entre Rússia e Arábia Saudita teve show de Robbie Williams com participação da soprano russa Aida Garifullina. O presidente da Fifa, Gianni Infantino, e o presidente da Rússia, Vladimir Putin, discursaram brevemente dando as boas vindas aos torcedores e espectadores.

‘Angels’ foi melhor momento

O cantor inglês de 44 anos cantou trechos de sucessos como “Feel” e “Rock DJ”. O melhor momento foi quando ele dividiu os vocais da balada “Angels” com Aida. Foi quando a proposta de unir uma estrela russa (a cantora lírica com repertório feito para grandes plateias) e um “ídolo global” (nas palavras da organização) teve mais sentido. Bem longe do auge de sua carreira, Robbie começou na boyband Take That, da qual participou em dois períodos (1990-1995 e 2009-2012). Depois que deixou o quinteto, em 1995, tornou-se um dos maiores e mais carismáticos astros da música pop britânica. Mas seus maiores sucessos foram lançados na década de 90. O cantor deu tapinhas nas mãos de alguns fotógrafos, fez suas caras e bocas de praxe e até mostrou o dedo médio para a câmera.

 

 

Você também pode gostar

Entre no nosso grupo do WhatsApp e seja atualizado em tempo real.