Dona Eraclides traz a paixão pela natureza e pelo artesanato na exposição Primavera e Paz

As mãos eram pequenininhas, mas já sabiam trançar as folhas de junco. Desde os quatro anos de idade, dona Eraclides de Souza produz artesanato. Enquanto os pais trabalhavam na plantação, ela ajudava o seu avô a fazer cestas, esteiras, chinelos, bolsas e diversas mercadorias, todas criadas com material colhido da natureza. Por serem únicas, todas as peças trazem uma história, e elas fazem parte da exposição do Primavera e Paz: 19ª Mostra de Orquídeas, que ocorre na Unesc até esta sexta-feira, 22.

Dona Eraclides é apaixonada pela natureza e leva esse amor em cada trabalho produzido. São 57 anos de experiência na área. “Eu cresci com os pés no banhado, brincando no meio das bananeiras. Eu me divertia ajudando o meu avô e desde então trabalho com isso. Acredito que esse amor é levado até as minhas peças, elas são feitas com muito carinho. Sou muito feliz com o que faço e não conseguiria viver fazendo outra coisa”, comenta.

Foi no interior de Praia Grande que Dona Eraclides viveu da infância até hoje. O cuidado com cada produção faz o trabalho ser singular. E a tradição, que seguiu entre as gerações, já está sendo passada a diante. “Se eu não gosto de uma peça eu não vendo, tenho que achar ela linda antes mesmo dos meus clientes. Esse cuidado eu passei para os meus filhos. Dos sete, dois trabalham comigo”, ressaltou a artesã.

Primavera e Paz

Além do artesanato, flores de todos os tipos estão embelezando o campus. O encontro trouxe expositores de toda a região, além de apresentações culturais e oficinas.

Segundo a coordenadora do Setor de Arte e Cultura da Unesc, Amalhene Baesso Reddig, o momento é de reflexão. “Muitos acreditam que apenas rituais como o réveillon servem para nós repensarmos algumas coisas da vida. Mas a troca a estação também pode promover essa reflexão. A primavera chega e junto com ela nós temos a oportunidade de renovar”, comentou.

Orquídeas de Araranguá (MS Orquidário), flores e plantas de Criciúma (Floricultura Angélica e Reflorestar), e distribuição de mudas de plantas, com orientações do cultivo (Horto Florestal da Unesc), encantarão alunos, professores, funcionários e visitantes. Mateada, rodas de conversa e apresentações culturais serão algumas das atividades que compõem a as atividades do evento.

Você também pode gostar

Entre no nosso grupo do WhatsApp e seja atualizado em tempo real.