Dois candidatos ao Senado e 15 à Câmara Federal participaram de debate na Unesc

O auditório Rui Hülse, na Unesc, esteve completamente lotado na noite de ontem para o segundo debate promovido pelo DCE (Diretório Central dos Estudantes) com candidatos as Eleições 2018. Desta vez estiveram na Universidade para apresentar propostas e discutir ideias dois candidatos ao Senado e 15 à Câmara Federal. Dentre os candidatos a senadores estiveram Lédio Rosa de Andrade (PT) e Diego Mezzogiorno (Rede). Já os candidatos a deputados federais presentes foram Manoel Dias (PDT), Anderson Amorim (PSDB), Célio Elias (PT), Rodrigo Lima (PCB), Pedro Uczai (PT), João Silvestre (PSOL), Max Amaral (PSOL), Fábio Brezola (PSB), Israel Rocha (PSB), Luiz Baldin (Novo), Ricardo Guidi (PSD), Ângela Albino (PCdoB), Daniel Freitas (PSL), Albertina Rosso (PSB) e Luis Dutra (PSDB).

O encontro foi dividido em quatro rodadas de perguntas, sendo que para cada uma os participantes tiveram dois minutos cronometrados para resposta. A mediação do debate ficou por conta do jornalista Adelor Lessa e as perguntas foram formuladas pelo próprio DCE e por estudantes presentes no evento, destacando, entre outros assuntos, opiniões e bandeiras relacionadas à educação superior.

Para a reitora da Unesc, Luciane Ceretta, o auditório lotado pela segunda vez para tratar do assunto e o interesse percebido nos estudantes provam a importância que momentos como esse têm para a comunidade acadêmica. “Esse cenário me mostra ainda que nossos alunos estão em um nível de maturidade importante. Eles estão querendo, de fato, ouvir os candidatos para então tomar as suas decisões”, destacou.

Apoiar a iniciativa e participar junto aos acadêmicos, conforme Luciane, é de fundamental importância e dá respaldo aos conceitos da Unesc. “Temos aqui uma Universidade comunitária, plural e democrática, então abrir as portas para todos os candidatos se torna imprescindível para mostrar na prática aquilo que nós pregamos”, completou a reitora.

A acadêmica da 9ª fase do curso de Direito, Cristiane Westrup, fez questão de acompanhar o debate de perto e gostou de poder ouvir os candidatos sobre diferentes assuntos. “Essa é a oportunidade que a comunidade acadêmica tem de avaliar e conhecer mais quem está se candidatando para esses cargos tão importantes para o país e, assim, fazer a melhor escolha”, avaliou.

Você também pode gostar

Entre no nosso grupo do WhatsApp e seja atualizado em tempo real.