Documentários destacam paixão por animais e produção de vinhos e cerveja

A noite da próxima sexta-feira, 01 será muito especial para os acadêmicos da 8ª fase do curso de Jornalismo da Faculdade Satc. Serão apresentados os dois documentários produzidos ao longo do semestre no evento. Doc – Paixão Documentada. Os lançamentos ocorrem no auditório 1 da Satc, a partir das 19h30, e são abertos ao público. A proposta foi desenvolvida para a disciplina de Práticas em Laboratório e, segundo a professora Marli Vitali, tem por objetivo somar múltiplos conhecimentos adquiridos ao longo do curso.

“Tínhamos diversas propostas de trabalho, apresentamos e eles escolheram essas duas. Depois a parte de desenvolvimento, pesquisa e levantamento de fonte foi com os próprios acadêmicos. Os produtos finais ficaram muito interessantes e tem relevância como material jornalístico”, contou Marli.

Os documentários foram desenvolvidos por dois grupos distintos e tem temáticas diferentes. O primeiro, denominado Ani.Mais, fala sobre a relação entre os humanos e seus pets, mostrando histórias inusitadas e de superação.

“A nossa proposta era mostrar o sentimento das pessoas pelos animais. Nós queríamos além de falar de cachorros, falar de gatos, mas aí entrou o Zé, que é um carneiro, pra mostrar toda forma de amor por pets. Foi muito legal produzir esse documentário, pois nos envolvemos com as histórias”, contou a acadêmica Bruna Elias.

De acordo com Bruna, a produção foi uma experiência diferente, pois houve envolvimento com os bichinhos e com histórias de superação. “O público que comparecer ao evento pode esperar a história inusitada do Zé, criado como animal de estimação, o que não é convencional, mas não deixa de ser amor. Pode esperar a linda história da Pê, uma cadela resgatada. Tem o amor dedicado de voluntários como a Ivone. Daria pra fazer um filme sobre a história de cada animal que tivemos contato”, detalhou.

Já o “Dentro da garrafa: tradição e tecnologia etílica do sul” é um documentário que mostra o fortalecimento e a nova fase da produção de vinhos e cervejas artesanais na região do extremo sul catarinense.

“Foi um documentário bem interessante de fazer pois percebemos que nossa região é rica em produção de bebidas, tanto de cerveja artesanal quanto de vinhos. A tradição foi algo que nos chamou atenção também. No caso dos produtores de vinho, a produção já está na terceira geração”, esclareceu o acadêmico Giovane Marcelino.

Produzir o documentário foi gratificante. “Quem pretende conferir pode esperar um trabalho que valorize bem a nossa região e que mostre as diferentes características entre as produções das bebidas”, disse.

 

home_destaque