DIC desvenda suicídio simulado ocorrido dentro do Presídio Regional de Criciúma

Repasse para seus amigos utilizando os links abaixo

A Divisão de Investigação Criminal (DIC) concluiu a investigação de um suposto suicídio dentro do Presídio Regional de Criciúma. Os criminosos tentaram ocultar o fato criando uma cena de crime, mas exames periciais revelaram que o detento Leandro Souza da Silva, 38 anos, foi morto por asfixia ocasionado por uma esganadura e, logo depois, foi pendurado na grade com o intuito de forjar o local do crime.

Entre em nosso grupo e receba as notícias no seu celular. Clique aqui

O crime foi em dezembro de 2018 onde, se encontravam na época, 12 reclusos na cela 23, onde a vítima foi encontrada pendurada por uma corda. O motivo para o crime foi porque os colegas de cela acusaram Silva de ser delator. “Ele foi morto com um golpe de mata leão”, ressalta o delegado da DIC, André Milanese.

No dia do homicídio a vítima foi atacada pelos seguintes reclusos: Marcelinho de Lima (Lobão), de 29 anos; João Figueredo Corrêa Junior (Dui), de 29 anos; Alisson Américo Carvalho (Jovem), de 23 anos; Ricardo de Souza Cechinel (Cachorro Loco), 28 anos; e Maximiliano Rodrigues Nunes (Oitavo Anjo), de 27 anos. “Os cinco reclusos foram indiciados pelo crime de homicídio qualificado por motivo torpe e pelo crime de fraude processual”, conclui Milanese.

Repasse para seus amigos utilizando os links abaixo

#Criciúma, #violência, crime, DIC, home_destaque, Investigação, Polícia, Presídio de Criciúma, Prisão, Santa Catarina

Repasse para seus amigos utilizando os links abaixo
Repasse para seus amigos utilizando os links abaixo