Dependência química e aspectos relacionados são debatidos na Unesc

Simpósio de Psiquiatria na Interface Cérebro e Mente é voltado para cientistas, profissionais e estudantes da área da saúde

Pesquisadores e profissionais das áreas de psiquiatria, psicologia e neurociências estarão reunidos nesta sexta-feira e sábado, dias 10 e 11, para debater a dependência química e diversos aspectos relacionados, durante o 19º Simpósio de Psiquiatria na Interface Cérebro e Mente da Unesc. O evento 100% online é promovido pelo Laboratório de Psiquiatria Translacional do Programa de Pós-graduação em Ciências da Saúde (PPGCS) da Unesc. As inscrições dos participantes podem ser feitas até o primeiro dia do evento, através deste link.

Entre em nosso grupo e receba as notícias no seu celular. Clique aqui.

A abertura do simpósio ocorrerá sexta-feira, às 13h30min, com o médico psiquiatra e Secretário Nacional de Cuidados e Prevenção às Drogas do Ministério da Cidadania, Quirino Cordeiro Júnior. Durante a palestra, o secretário vai abordar o tema “Políticas Públicas para o Enfrentamento da Dependência Química: O que pode ser feito?”

Segundo o pesquisador do PPGCS e coordenador do simpósio, Eduardo Pacheco Rico, o evento tem o objetivo de oportunizar a troca de conhecimento e experiência entre pesquisadores e o público, proporcionando um debate científico mais atualizado sobre os novos desafios relacionados à dependência química. Ele explica que os assuntos não se limitam à dependência causada pelo uso de drogas, mas abordarão também a dependência causada por comportamentos, além de debates sobre saúde mental. “Tanto o uso de drogas quanto o comportamento podem causar reações químicas no cérebro que podem levar ao desenvolvimento de dependência. No simpósio buscamos trazer uma diversidade de assuntos ligados à dependência de modo a contemplar um público de cientistas, mas também de profissionais e acadêmicos da área da saúde”.

Entre os assuntos a serem abordados estão “Drogas, Regulação Emocional e Psiquiatria Positiva”; “Dependência química: Como evitar recaídas”; “Uso de eletrônicos em crianças e adolescentes: Repercussão para a saúde mental”; “Comportamentos “like” aditivos: Sexaholic, shopaholic, godaholic, entre outros”; “Qual o limiar entre um hábito e um comportamento compulsivo?” e “Neurobiologia da Dependência Química – Modelos Experimentais”. 

Você também pode gostar

Entre no nosso grupo do WhatsApp e seja atualizado em tempo real.