Deep Nude: Identificado suspeito de fazer montagens pornográficas de moradora de Imbituba

Ele foi localizado em Brasília (DF) e foram apreendidos um computador e celulares, os quais ainda serão periciados

A Delegacia Especial de Repressão aos Crimes Cibernéticos (DRCC) da Polícia Civil de Brasília, com o apoio do Instituto Criminalística, deflagrou a Operação “Deep Nude”. A ação teve como objetivo dar cumprimento a mandado de busca e apreensão contra suspeito de efetuar montagens digitais de mulheres, simulando cenas de nudez, de uma moradora de Imbituba.

Entre em nosso grupo e receba as notícias no seu celular. Clique aqui

A vítima procurou a Delegacia da Polícia Civil de Imbituba no último dia 2 de março. Na ocasião, registrou a ocorrência informando que através de perfil, possivelmente falso, o suspeito passou a encaminhar mensagens para a vítima nas redes sociais, com ofensas e ameaças. Além disso, teria se apropriado de fotos da vítima das redes sociais e efetuado montagens, simulando cenas de pornografia infantil e encaminhou as fotomontagens para conhecidos da vítima.

Após o registro da ocorrência, o setor de investigação da Delegacia de Polícia de Imbituba identificou o autor que criou o perfil “fake”. Ele encaminhou as mensagens de uma residência localizada em Brasília (DF). Durante o cumprimento do mandado, foram apreendidos um computador e celulares, os quais ainda serão periciados.

Segundo o Delegado de Polícia Juliano Baesso, de Imbituba, foi apurado que não há nenhuma ligação entre os moradores da residência em Brasília com a vítima, moradora de Imbituba. “O que nos leva à conclusão que se tratou de uma escolha aleatória, um crime de ódio praticado pela internet”, destaca Baesso.

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo. Inscreva-se agora!

Você também pode gostar

Entre no nosso grupo do WhatsApp e seja atualizado em tempo real.