Criciúma lidera geração de empregos na Amrec

Içara garantiu o segundo melhor desempenho, com 261 admissões a mais que desligamentos durante o mês

Em agosto, a Região Carbonífera voltou a ultrapassar a marca de 1 mil empregos formais adicionados. Com o acréscimo de 1.126 novos postos de trabalho com carteira assinada no período, a soma dos 12 municípios atingiu no mês passado o quarto melhor desempenho do ano – foram 1.194 vagas em janeiro, 1.701 em fevereiro e 1.557 em março.

O número representa também um acréscimo de 50,94% em relação a junho, quando o saldo ficou em 746 após os ajustes. Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Novo Caged), divulgados nesta quarta-feira, 29, pelo Ministério do Trabalho.

Entre em nosso grupo e receba as notícias no seu celular. Clique aqui.

A aceleração na geração de empregos foi liderada por Criciúma, que adicionou 716 novas vagas no período. Içara garantiu o segundo melhor desempenho, com 261 admissões a mais que desligamentos durante o mês. Outros seis municípios tiveram saldo positivo: Urussanga (92), Morro da Fumaça (50), Balneário Rincão (35), Cocal do Sul (29), Nova Veneza (18) e Lauro Müller (15).

O maior número de vagas acrescentadas veio do setor de serviços, que alcançou saldo positivo de 534. A seguir, aparecem a indústria, com 430, e o comércio, com 208.

Presidente da Acic, Moacir Dagostin

Quase 1,7 mil vagas cadastradas na Rede de Talentos

“O reaquecimento do mercado de trabalho formal tem se mantido ao longo do ano e a percepção é de que seguirá em tendência de alta. Tomando por base a Rede de Talentos da Acic, nela foram ofertadas 1.690 vagas entre 1º de setembro, quando a nova plataforma foi lançada, até essa terça-feira, 28”, ressalta o presidente da Associação Empresarial de Criciúma, Moacir Dagostin.

No mesmo período, 1.349 profissionais cadastraram seu currículo, elevando para 4.449 o número de currículos ativos na plataforma. Em relação aos acessos, foram 94 mil nesses 28 dias.

Acumulado do ano

No acumulado do ano, a Região Carbonífera soma 8.684 novos postos de trabalho formal criados, com destaque para Criciúma, responsável pelo acréscimo de 4.471 dessas vagas. Içara se mantém com o segundo melhor desempenho, com 1.437 empregos adicionados no período, mas todos os municípios apresentam saldo positivo entre janeiro e agosto.

Também no acumulado, o setor de serviços responde pelo maior número de vagas criadas, 3.868, chegando a 47.105 empregos com registro em carteira na região. No entanto, o setor que mais emprega continua sendo a indústria, com 59.740 trabalhadores formalizados após as 3.788 novas vagas acrescentadas entre janeiro e agosto. Com 1.360 novos postos abertos no período, o comércio tem estoque de 30.377 empregos na região.

Você também pode gostar

Entre no nosso grupo do WhatsApp e seja atualizado em tempo real.