Criciúma: autor de homicídio é condenado a 14 anos de prisão

O criminoso não tem direito de recorrer em liberdade

A sessão de julgamento do Tribunal do Júri referente ao homicídio de João Victor Domingos, conhecido por Maçã, na época com 18 anos, aconteceu ontem, 21. A Divisão de Homicídio e Proteção (DHPP) à Pessoa da DIC de Criciúma, condenou um homem de 25 anos, como autor do assassinato e representou por sua prisão preventiva.

Entre em nosso grupo e receba as notícias no seu celular. Clique aqui.

Ele foi condenado a 14 anos de reclusão pelo crime de homicídio qualificado pelo motivo fútil e impossibilidade de defesa. A pena foi decretada pela 1ª Vara Criminal.

Conforme o delegado de polícia, André Milanese da Divisão de Investigação Criminal de Criciúma (Dic), o criminoso não tem direito de recorrer em liberdade.

O Júri foi realizado pela Promotora de Justiça Andréia Tonin, sob presidência do Juiz Guilherme Costa Cesconetto.

Saiba mais

João Victor Domingos foi assassinado a tiros no dia 11 de fevereiro de 2019, no bairro Cristo Redentor, conforme investigações o crime foi praticado em retaliação pelo fato de a vítima ter praticado um estupro contra uma moradora do mesmo bairro.

Você também pode gostar

Entre no nosso grupo do WhatsApp e seja atualizado em tempo real.