Covid- 19: “Todo lugar tem risco, mas a escola ainda é um lugar seguro”, garante Vampiro

Secretário de Estado e Educação, Luiz Fernando Cardoso, Vampiro garante que nas salas de aulas, os Planos de Contingência e os protocolos de segurança serão reforçados

O Estado vem sofrendo um novo aumento dos números de casos de coronavírus, e a região da Amrec, que está em situação grave (amarelo) na divulgação da última matriz de risco divulgado no último sábado, 20, deve passar a gravíssima (vermelho) já no próximo boletim. Situação que pode refletir no cenário da educação, onde o secretário de Estado e Educação, Luiz Fernando Cardoso, Vampiro garante que nas salas de aulas, os Planos de Contingência e os protocolos de segurança serão ainda mais reforçados.

“A lógica que temos é essa, risco gravíssimo protocolo de segurança e aumento na fiscalização. Se tiver algum problema, claro que vamos atuar e fechar. Mas no momento a meta é ampliar e potencializar as medidas de segurança e ficar vigilante nas normas sanitárias”, disse ele.

Conforme Vampiro, com todas as regras sanitárias sendo cumpridas, tanto da portaria do Ministério da Educação, quanto do governo do estado, considera as crianças mais protegidas nas escolas. E dá como exemplo, o dia de ontem com praias lotadas. “As crianças na beira mar juntas brincando”, diz ele e compara. “Diferente da sala de aula que tem distanciamento, uso de máscara, as crianças não brincam juntas, fazem uso do álcool em gel, termômetro para aferição de temperaturas entre outras medidas”, lista.

Entre em nosso grupo e receba as notícias no seu celular. Clique aqui.

A responsável pela Gerência Regional de Educação da Associação dos Municípios da Região Carbonífera (Amrec), Ronisi Cristina Agostinho Silva Guimarães, informa que as atividades seguem presenciais e remotas seguindo as orientações da Secretaria Estadual de Educação. “No dia 18 de fevereiro iniciamos com três modelos (híbrido, presencial e remoto), seguindo os Planos de Contingência e seguindo os protocolos de segurança.  Neste momento, momento não existe plano de recuo das aulas, caso aconteça situações previstas no Plancon e se houver cancelamento das atividades presenciais será decidido coletivamente”, informou.

Com relação as aulas na rede municipal de ensino, o secretário de Educação de Criciúma, Valmir Dagostim informa que não existe nenhuma medida no momento que trata sobre o recuo do retorno as aulas. “Até o momento está tudo normal”, informou. Ainda segundo ele, na avaliação feita na rede municipal na última semana o retorno das aulas presenciais chegou a 90%.

Ainda segundo o secretário, a prioridade seria o processo de vacinação contra o coronavírus aos professores e demais trabalhadores de escolas em razão do risco de contágio existente em sala de aula. “Mas no momento conseguimos apenas fazer a testagem dos professores que encerra na próxima quinta-feira”, finaliza.

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo. Inscreva-se agora!

Você também pode gostar

Entre no nosso grupo do WhatsApp e seja atualizado em tempo real.