Corrente do bem: vamos ajudar a princesa Jhully?

Repasse para seus amigos utilizando os links abaixo

Moradores de Morro da Fumaça, os pais da pequena Jhully Eduardo Correa, 1 ano e meio, buscam ajuda por meio de uma campanha virtual para custear as despesas do tratamento da menina. Tão pequena, Jhully já possui histórico de uma guerreira, ela é portadora de hidrossiringomielia (a doença é definida como uma dilatação longitudinal do canal central da medula espinhal e que frequentemente produz comprometimento neurológico).

Entre em nosso grupo e receba as notícias no seu celular. Clique aqui.

Pesando 8,080 quilos, devido a várias patologias em decorrência da doença, ela necessita de acompanhamento de multiprofissionais, sendo que a família depende do auxílio do município e das pessoas para garantir procedimentos e medicações de Jhully.

“Ela faz uso de Sonda Nasoenteral em bomba de infusão de uso contínuo e também toma medicações contínuas. Doze especialistas fazem seu acompanhamento, alguns são para a vida toda, outros conforme ela for evoluindo ela vai recebendo alta”, conta a mãe, Kalita da Rosa Correa.

Kalita dedica-se 24 horas aos cuidados da filha, já o pai da menina, tem como profissão servente de obra e ajudante de pintor, mas segundo Kalita, devido a pandemia está sem serviço.

Quem puder pode ajudar pela Vakinha Virtual (clique aqui)  Até o momento, os pais conseguiram arrecadar R$ 1.401,00. Ou pelos telefones (048) 9 9922 3185 ou 48 9 9142 9515.

 

Repasse para seus amigos utilizando os links abaixo

#corrente do bem, hidrossiringomielia, Jhully Eduardo Correa, Vamos ajudar

Repasse para seus amigos utilizando os links abaixo
Repasse para seus amigos utilizando os links abaixo