Comissão Processante da Câmara de Jaraguá define sequência de investigação nesta quinta

Os  vereadores Marcelindo Gruner (PTB), presidente; Eugênio Juraszek (PP), relator; e Jaime Negherbon (PMDB), membro, que integram a Comissão Processante da Câmara de Vereadores de Jaraguá do Sul que investiga denúncia de suposta cobrança irregular por parte do vereador Arlindo Rincos (PSD) em cima dos vencimentos de um ex-servidor indicado por ele, voltam a se reunir nesta quinta-feira (27), às 16h. Em pauta, as próximas ações de trabalho. Até agora, 15 pessoas foram ouvidas pela comissão em oitivas realizadas na quinta e sexta da semana passada.

Até o momento, os depoimentos mais polêmicos foram o primeiro, do denunciante, o professor Gleison da Silva Collares, ex-assessor do vereador e ex-diretor da Câmara; e o último, do acusado, o vereador Arlindo Rincos. Desafetos por conta de problemas que encontraram no trabalho, ambos têm em comum em suas declarações o fato de estarem em busca da verdade.

DEPOIMENTOS DE QUINTA-FEIRA (20)

GLEISON DA SILVA COLLARES (denunciante)

ELISABETE BERTOLI (chefe de gabinete)

MARIA DO CARMO DELGADO DE SOUZA (gerente geral da Câmara de Vereadores)

VITALÍCIO RAMOS WINTRICH (ex-assessor de gabinete Arlindo Rincos)

DAYANE DA SILVA XAVIER SCHEITZER (ex-assessora de TI)

 

DEPOIMENTOS DE SEXTA-FEIRA (21)

Manhã

DINALBERTO DE LUCA MOREIRA (ex-chefe de gabinete)

GILSON VIEIRA (ex-assessor de gabinete)

VENÍCIO GOLDACKER (assessor parlamentar)

SERGIO ANTÔNIO PERON (denunciante)

Um nome não consta na lista, pois o depoente não permitiu qualquer divulgação a seu respeito

Tarde

GERALDO APARECIDO GOMES (ex- servidor da Câmara de Vereadores)

ARLINDO RINCOS (vereador)

* Os demais depoentes não permitiram divulgação

Você também pode gostar

Entre no nosso grupo do WhatsApp e seja atualizado em tempo real.