Comércio de Criciúma abre neste sábado com horário estendido

As lojas permanecerão abertas entre 9 e 17 horas, sem fechar ao meio-dia

Outubro inicia com horário estendido no comércio de Criciúma. Em mais uma edição do Sábado Mais. Amanhã, dia 2, as lojas permanecerão abertas entre 9 e 17 horas, sem fechar ao meio-dia. Assim, os consumidores terão mais tempo para pagar contas, fazer suas compras e garantir os presentes para o Dia das Crianças, comemorado no dia 12 deste mês.

Entre em nosso grupo e receba as notícias no seu celular. Clique aqui.

Conforme a vice-presidente de Marketing da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Criciúma, Natalia Mota Lourenço, os estabelecimentos estão preparados para receber os clientes. “Continuamos trabalhando seguindo as medidas preventivas por conta da pandemia e oferecendo opções e promoções diferenciadas. É importante lembrar que as lojas estão preparadas para a estação mais quente do ano, repletas de novidades da coleção de Verão”, diz ela e complementa. “Fica aqui o convite para os criciumenses e moradores de toda a região. Prestigiem o nosso comércio e aproveitem o horário estendido deste sábado”.

Aumento de 4% nas vendas projeta FCDL/SC

Conforme levantamento da Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas de Santa Catarina (FCDL/SC), produzido com empresas associadas, 96% dos entrevistados têm expectativa de faturamento igual ou melhor do que no mesmo período do ano passado no Dia das Crianças.

A Federação atribui a melhora no movimento ao avanço da vacinação contra a Covid-19 no Estado e à retomada dos investimentos na produção de bens de capital. O incremento financeiro, segundo 56,6% dos associados, será de 4% e o tíquete médio foi estimado em R$ 150 por 85,8%.

 “Esta projeção positiva se deve, principalmente, à retomada dos investimentos na produção de bens de capital, proporcionando mais rapidez na recuperação plena das atividades econômicas”, diz o presidente da FCDL/SC, Ivan Roberto Tauffer.

Os itens mais procurados devem ser roupas e acessórios (29,1%), calçados (26,3%), e brinquedos (22,9%). Já na forma de pagamento, o cartão de crédito se mantém como a primeira opção (58,3%), seguido pelo crediário (21,1%).

Você também pode gostar

Entre no nosso grupo do WhatsApp e seja atualizado em tempo real.