Notícias de Criciúma e Região

Começa a “temporada” para a compra de material escolar

Procon de Criciúma divulga a pesquisa de preços na segunda-feira, dia 17

Sandra Marcelino, comprou a lista completa da escola - Fotos: Portal Litoral Sul

O ano começa e é hora de planejar a volta às aulas, período em que inicia a corrida pelas compras de material escolar. Diversão para as crianças e sufoco para os adultos, que tentam conciliar qualidade, preço ao desejo dos pequenos.

Entre em nosso grupo e receba as notícias no seu celular. Clique aqui.

Gerente de uma papelaria no Centro de Criciúma, Maria Aparecida Patrício, informa que o movimento é  intenso nesses primeiros dias de janeiro, tanto que segundo ela, o quadro de funcionários aumentou para atender os clientes que não param de chegar. Ela conta que o mês começou muito bom e mesmo com o calor, a loja teve um crescimento em vendas.

“O consumidor está se antecipando para não deixar para a última hora, até porque, acabam não encontrando os itens que desejam. Ano passado, devido a pandemia as vendas foram mais restritas”, diz ela.

Segunda a gerente, a loja se preparou com lançamentos de vários ítens, como cadernos e mochilas para os pequenos. Entre os mais procurados pelas crianças estão os produtos com os personagens Patrulha Canina, Lol, Frozen. Para os adolescentes , também muitas opções como o Naruto, Minie e uma outra gama de personagens. “O Naruto voltou com tudo, mas cada um escolhe o que mais gosta”, comenta.

Atendendo o desejo dos filhos

Moradora de Florianópolis, a arquiteta Sibele Ghedim, aproveitou as férias em Criciúma, para iniciar a compra do material escolar do filho, Bruno, que irá cursar o sexto ano. “Viemos aproveitar os preços da cidade. Já comprei os cadernos”, disse satisfeita. Ela conta que fez pesquisa em outra papelaria onde irá concluir a compra, sendo que na hora de levar, o filho é bem consciente. “Sempre chegamos a um consenso para adquirir um produto legal, que o agrade e com um valor acessível”, revela.

O publicitário Charles Graciano Martins, foi acompanhado do filho, Gabriel, oito anos e da filha Maria Helena, 13 anos, segundo ele, para fazer a compra antecipada para evitar a “muvuca”, pré-início de aulas. Moradores de Cocal do Sul, o objetivo é de comprar a lista completa, sendo que alguns itens do último ano também serão aproveitados. “Cadernos novos têm que comprar, lápis de cor e outros objetivos que fazem parte do consumo diário”, diz ele, que calcula um investimento em torno de R$800,00, em materiais para os dois filhos.

E como bom pai, sempre procura atender o desejo dos filhos. “Eles procuram sempre escolher o mais simples, já sabendo que não pode ser muito caro, mas a gente sempre acaba cedendo e eles levam o que gostam”, fala entre sorrisos. Maria Helena, escolheu um caderno cor de rosa com glitter, já Gabriel, optou pelo personagem de Harry Potter.

Consumidor não tem reclamado de preço

Gerente de uma outra papelaria, Aline Tavares de Lima Santa Helena, diz que devido a pandemia, o ano está diferente, segundo ela, o movimento está um pouco melhor do que o ano passado, mas considera ainda fraco.

“Ainda tem muita gente nas praias aproveitando as férias, como também, teve quem já comprou no final do ano passado com o recebimento do 13º salário. Mas penso que o cliente está reduzindo e muito as compras reaproveitando materiais. Algumas listas já vêm mais cortadas. Esperamos que nas últimas semanas sejam mais movimentadas. O consumidor não tem reclamado de preço, mas tem feito muita pesquisa”, analisa.

Com relação aos produtos, as mochilas estão sendo muito disputadas e estão diferenciadas. Destaque para as inspiradas em surf, futebol e personagens antigos como, Garfield, Sonyc, Dinossauros, Simpsons, Snoop, voltaram. “Temos mochilas de todos os preços. Da mais cara até a mais em conta”, ressalta.

A dona de casa, Sandra Marcelino, comprou a lista completa do que foi solicitado pela escola, para os dois filhos, já que as aulas de um deles começa no dia 31 de janeiro. “Consegui reaproveitar algumas coisas, no mais é tudo novo. Quando passar no caixa, espero que o susto com o valor não seja grande”, brinca.

Pesquisa de preços do Procon

O Procon de Criciúma iniciou a pesquisa de preços de material escolar nas livrarias, nesta quarta-feira, dia 12. O chefe de fiscalização do Procon, Rodrigo do Nascimento Borges, informou que o resultado será divulgado na próxima segunda-feira, dia 17.