COLUNA POLÍTICA: Quase 8 mil faltas em consultas no SUS e Agosto Laranja

Projeto que garante vaga para filhos de mulheres vítimas de violência é aprovado

O projeto de lei que determina garantir reserva de vagas em creches e escolas da rede pública municipal de Içara, para filhos de mulheres vítimas de violência doméstica, natureza física, psicológica e sexual, de autoria do vereador Higor Robetti Batista, foi aprovado por unanimidade, em votação final nesta segunda-feira, dia 26, na Câmara de Vereadores. Ficando também concedida e garantida a transferência de uma unidade escolar para outra, na esfera da rede municipal, de acordo com a necessidade de mudança de endereço da mãe, visando garantia de segurança da mulher e dos filhos. E preferência às vagas no período integral às crianças cuja mãe comprove emprego fixo, nos dois turnos. Para o autor do projeto de lei, a medida contribui para a família começar sua restruturação de forma mais rápida. “É essencial para garantir a defesa das mulheres e crianças que passam por esse momento traumático”, explicou. O parlamentar completou. “Esse projeto vem de encontro do que nós estamos debatendo na comissão de combate a violência contra a mulher”. A matéria segue para sanção do prefeito municipal.

Entre em nosso grupo e receba as notícias no seu celular. Clique aqui

Faltas em consultas resultam a quase oito mil atendimentos não realizados

Dados coletados pela Secretaria Municipal de Saúde de Içara apontam que durante os primeiros meses do ano, foram 7.798 faltas, de um total de 76.920 consultas agendadas. Foram divulgados dados de consultas médicas agendadas pela Atenção Básica, consultas odontológicas, pediátricas, atendimentos de fisioterapia pelo Cefito, Ambulatório de Saúde Mental, Centro de Especialidades Odontologicas (CEO) e relacionadas ao Centro de Especialidades Médicas (CEM), que correspondem aos atendimentos de urologia, reumatologia, endocrinologia, proctologia, gastroenterologia, cardiologia, nefrologia, neurologia geral, neurologia pediátrica, otorrino, nutricionista, dermatologia, angiologia, cirurgia pediátrica, ortopedia e cirurgia geral.

Ambulatório de saúde mental

Entre os números apurados, os que mais chamam atenção, estão voltados para o atendimento do Ambulatório de Saúde Mental, que abrange os atendimentos de psiquiatria e psicologia, tanto adulto, quanto infantil. Desses, foram marcados 3.780 consultas, com uma falta de 840 pacientes. Para colaborar com a diminuição de filas, o paciente que não puder comparecer a consulta, deverá fazer o cancelamento em até 48 horas antes. O cidadão deverá procurar a Unidade de Saúde, ou telefonar para a secretária de Saúde para avisar que não poderá comparecer. O telefone da secretária é o 3431-3734 ou 3431-3700.

Pesquisadora recebe moção no legislativo içarense

O vereador Lauro Nogueira entregou moção parabenizando a professora da Unesc, a içarense Josiane Budni, pela conquista do prêmio “Para Mulheres na Ciência” 2019, realizado pela L’Oréal Brasil, Unesco (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura) Brasil e ABC (Academia Brasileira de Ciências), na categoria ciência da vida, com sua pesquisa relacionada aos distúrbios do sono como um fator de risco para a Doença de Alzheimer. A professora doutora está entre as sete jovens pesquisadoras premiadas pelo programa, que reconhece e incentiva o trabalho realizado por mulheres cientistas de todo o país. A entrega da proposição ocorreu na sessão ordinária desta segunda-feira, 26. Segundo o vereador a homenagem é necessária, sendo um reconhecimento da cidade pela conquista de um prêmio nacional na área de ciências. “Além da sua importância na pesquisa desse mal que acomete milhares de brasileiros, fico congratulado por uma içarense ganhar o país através de um estudo que contribuirá para o bem da humanidade”, destacou Nogueira.

Agosto Laranja: palestra alerta estudantes para prevenção

Uma palestra ministrada por duas profissionais do Centro Especializado em Recuperação (CER) da Unesc, sobre prevenção a deficiências, foi fonte de informações para estudantes das escolas municipais Nivaldo Rosa e Eulália de Bem. A iniciativa integrou a mobilização da administração municipal em cumprir a lei 1.169, de 25 de julho deste ano, que instituiu o “Agosto Laranja”, inserindo-o no calendário oficial de eventos de Maracajá.

Planejamento das gestações 

A fisioterapeutas Gislane Savaris e a fonoaudióloga Leyce da Rosa, do CER da Unesc, pontuaram a importância de planejamento de gestações como principal forma de prevenir o nascimento de crianças portadoras de deficiência. Alertaram os adolescentes que, conforme dados da Organização Mundial de Saúde,  70% dos casos de deficiência poderiam ser evitados, apenas com medidas e cuidados antes, durante e após a gestação. A palestra foi organizada pelos departamentos de Saúde, Assistência e Bem Estar Social e Educação e foi considerada positiva pelo diretor Diogo Copetti. “O tema é sempre importante e o público, formado essencialmente por adolescente, atingiu os objetivos pois é nesta idade que o ser humano firma seus conceitos e conhecimentos e foi informado de forma pedagógica, clara e simples”, disse o diretor de Saúde.

Coluna Política