Centro de Inovação de Criciúma: proposta passa por análise técnica final

Três empresas apresentaram propostas para execução da obra, sendo apenas uma delas apta a vencer o processo

Os envelopes das propostas de empresas interessadas em assumir a obra de reforma do Complexo Educacional Nereu Guidi foram abertos nesta segunda-feira, 26, na Unesc e, desta forma, mais um passo rumo à execução do projeto do Centro de Inovação de Criciúma foi dado. Três empresas apresentaram propostas para execução da obra, sendo apenas uma delas apta a vencer o processo, apresentando valor dentro do determinado pelo edital.

Entre em nosso grupo e receba as notícias no seu celular. Clique aqui.

A proposta que apresentou valor válido passará por criteriosa análise técnica da equipe da Universidade para conferência de todos os itens propostos no edital de reforma do espaço. Assim que finalizada a verificação da documentação e, caso ela esteja de acordo, a Unesc fará a divulgação oficial da empresa vencedora do processo. A expectativa é que o resultado seja divulgado nesta terça-feira, 27.

Participaram da abertura dos envelopes o gerente de Inovação da Unesc, Oscar Montedo, o presidente da Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina (Fapesc), Fábio Zabot Holthausen, o diretor de Desenvolvimento Econômico, Tecnologia e Inovação de Criciúma, Aldinei Potelecki; o presidente do comitê de implantação do Centro de Inovação de Criciúma, Valmir Cabral da Silva Neto; a diretora executiva da Associação Empresarial de Criciúma (Acic), Maria Julita Volpato Gomes; a procuradora jurídica da Unesc, Márcia Piazza; o gerente de projetos e obras da Universidade, Márcio Vitto, além de representantes das empresas participantes, do município de Criciúma,  outros membros do Comitê e da procuradoria jurídica da Instituição.

 

 

 

Você também pode gostar

Entre no nosso grupo do WhatsApp e seja atualizado em tempo real.