Anúncio

CDL de Criciúma aposta integração físico-virtual para as vendas do Dia das Crianças

Apesar da pandemia do coronavírus ter gerado diversos impactos na economia em 2020, o setor lojista está otimista com as vendas para o Dia da Crianças, que fica atrás somente do Natal e do Dia das Mães em volume de vendas no calendário do varejo.

Entre em nosso grupo e receba as notícias no seu celular. Clique aqui

Anúncio

Na análise da presidente da Câmara dos Dirigentes Lojistas (CDL) de Criciúma, Andréa Salvalággio, os consumidores já estão voltando a procurar as lojas físicas, respeitando sempre as medidas preventivas contra o coronavírus. Além disso, segundo ela, os lojistas já aprenderam novas formas de atender às demandas dos clientes.

“A expectativa é de que muitas lojas consigam impulsionar as suas vendas físicas aliadas ao digital. Uso de redes sociais como plataforma de vendas vem sendo uma grande aposta para mais essa data comemorativa”, aposta Andréa.

O Sábado Mais, em que o comércio da cidade atende até as 17h, acontece neste dia, 9. A ação, idealizada e realizada pela CDL e surge como forma de dar mais comodidade aos consumidores na hora de ir às compras.

FCDL/SC apresenta campanha para o Dia das Crianças

A campanha da Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas de Santa Catarina (FCDL/SC), promove as vendas no varejo neste delicado período de pandemia, o trabalho aborda diferentes temas sociais. O presidente da entidade, Ivan Tauffer, explica que o objetivo é promover o otimismo, incentivando as lojas a prepararem suas vitrines para uma data tão lúdica. Ao mesmo tempo, foram elaborados diferentes materiais abordando questões sociais. O principal vídeo da campanha, por exemplo, tem como fundo uma história de adoção, com o slogan “Os melhores presentes vêm do coração”, que marca todas as demais peças. Há também material destacando a opção do delivery para as compras em tempos de pandemia.

Em outros elementos preparados em versões para as lojas físicas e para as redes sociais, são abordados pontos como o combate ao trabalho infantil, o incentivo para a adoção de animais abandonados e para a doação de brinquedos. Neste último tópico, a campanha sugere que ao comprar um brinquedo novo, os pais convençam a criança a separar um dos seus usados para doação. Em todas as peças, a assinatura cita ainda a valorização do comércio local.

Para Cláudio Dutra, diretor presidente da agência que produziu a campanha, a abordagem estratégica adotada, procura aproximar emoção, sensibilidade e relevância social a uma iniciativa de estímulo ao consumo consciente e à valorização do comércio local. “Tópicos ainda mais importantes neste momento histórico que estamos experimentando”, considera.

 

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo. Inscreva-se agora!

Você também pode gostar

Entre no nosso grupo do WhatsApp e seja atualizado em tempo real.