Câmara de Içara aprova aumento de 160% no auxílio-alimentação para servidores efetivos e comissionados

A partir deste mês de maio, os servidores efetivos e comissionados da Câmara de Vereadores de Içara passam a ter direito ao auxílio-alimentação no valor de R$ 484,78. O aumento de 160% no benefício está previsto no Projeto de Resolução (PR) 3/21 e foi aprovado esta semana, em regime de urgência, após duas sessões, uma ordinária e outra extraordinária, com o placar de dez a quatro em ambas.

Entre em nosso grupo e receba as notícias no seu celular. Clique aqui.

Votaram pela aprovação do aumento, Adilson Bertan, Davi Nazário, Gelson Possamai e Rodrigo Cabeção, do PP; André Polaquinho e Silvia Marreca, do PSDB; Laudo Calegari e Pedrinho Mazzuchetti, do MDB; Max Luiz, do PL; além de Cisquinho, do PSD. Os contrários foram Carla Souza, Edinho Freitas e Geraldo Baldissera, do MDB; e Jairinho da Silveira, do PSD. O presidente da Casa, Itamar da Silva, do PP, não vota nesse tipo de projeto.

O mesmo PR ainda prevê que o valor do auxílio-alimentação será corrigido anualmente na mesma data e no mesmo índice de reajuste dos servidores públicos municipais. “É sabido por todos que nos exercícios de 2018, 2019 e 2020 havia disponibilidade financeira viabilizadora da regulamentação do artigo 2º da Lei nº3.956/2017”, expõe a justificativa do projeto.

A elevação beneficiará todos os servidores, independente da remuneração. No caso dos efetivos, em abril, o valor líquido, considerando salário e mais benefícios e descontando Imposto de Renda, Previdência ou outra situação, variou entre R$ 2,8 mil e R$ 12,8 mil. Já entre os comissionados, a remuneração líquida ficou entre R$ 3,4 mil e R$ 6 mil. Esses valores de salário constam no Portal da Transparência do Poder Legislativo Municipal.

 

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo. Inscreva-se agora!

Você também pode gostar

Entre no nosso grupo do WhatsApp e seja atualizado em tempo real.