Banco de olhos: dúvidas devem ser sanadas junto ao Tribunal de Contas

A comissão que vem tratando sobre os detalhes burocráticos para abertura do Banco de Olhos, em Criciúma, realizou mais um encontro na manhã desta terça-feira, 16 na sede da Amrec. Na oportunidade, ficou definido que será feito uma consulta junto ao Tribunal de Conta do Estado (TCE), quanto a legalidade de repasse de recursos, assim que os profissionais do órgão retornem das férias.

“Avançamos em mais uma reunião para definir a contratação da empresa que irá fazer a captação das córneas. Uma das coisas que os técnicos nos alertaram foi sobre o repasse dos recursos, e isso precisa ser definido por meio de uma orientação do Tribunal de Contas, onde estaremos em contato para definirmos essa questão legal, e assim não termos nenhum problema mais adiante, com a Prefeitura de Criciúma ou até mesmo com a Amrec. A partir disso, passaremos a definir a data que vamos abrir o Banco de Olhos”, garantiu o presidente da Amrec e prefeito de Cocal do Sul, Ademir Magagnin.

Amrec, Banco de Olhos, home_destaque