Badesc Emergencial: auxilia micro e pequenas empresas afetadas pelos impactos do coronavírus

Repasse para seus amigos utilizando os links abaixo

Medidas para injetar recursos na economia catarinense nos próximos meses foram anunciadas  pelo governador Carlos Moisés. O Plano de Enfrentamento e Recuperação Econômica foi desenvolvido pela Comissão de Desenvolvimento Econômico (CDE). O pacote prevê, entre outras medidas postergação dos contratos de financiamento em andamento, linha de crédito para micro e pequenas empresas (MPEs), com juros parcialmente subsidiados pelo Estado, e ampliação do valor máximo para empréstimos ao microempreendedor individual (MEI).

O presidente do Badesc, Eduardo Machado, salienta que a missão da instituição é fazer fomento. “Mais do que nunca nesta hora precisamos auxiliar os empreendedores com ações facilitadas para que, pelo menos, possam minimizar os impactos em seus negócios. O Badesc Emergencial surgiu com o intuito de atender os atingidos pelos desastres naturais, neste momento estamos reeditando o programa e buscando atender outra catástrofe que independe do controle humano”, afirma Machado.

Entre em nosso grupo e receba as notícias no seu celular. Clique aqui

A Comissão de Desenvolvimento Econômico (CDE) do Governo de Santa Catarina é coordenada pelas Secretarias do Desenvolvimento Econômico Sustentável (SDE) e da Fazenda (SEF), composta por representantes da Secretaria da Agricultura, da Pesca e do Desenvolvimento Rural (SAR); Agência de Desenvolvimento do Turismo de Santa Catarina (Santur); Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE); Agência de Fomento do Estado de Santa Catarina (Badesc); Centrais Elétricas de Santa Catarina S.A (Celesc); e Companhia Catarinense de Águas e Saneamento (Casan).

Badesc Emergencial – A Linha Badesc Emergencial será destinada especialmente para as micro e pequenas empresas afetadas pelos efeitos das medidas de combate ao coronavírus em Santa Catarina. Inicialmente serão aportados R$ 50 milhões, sendo possível a contratação de R$ 15 mil a R$ 150 mil. O empresário pagará taxa de juros de 0,3% a.m., o restante da taxa efetiva final será subsidiado pelo Governo do Estado. Esta taxa será válida apenas se a empresa mantiver as suas parcelas adimplentes.

A carência será de 12 meses, onde nos primeiros seis meses o cliente não paga qualquer valor e nos seis meses sequentes paga somente juros. O prazo para amortização é de 36 meses, com parcelas decrescentes ao longo do tempo. Para estas operações é exigida garantia real de 100% do valor financiado.

O passo a passo para acessar o crédito está em www.badesc.gov.br.

Microcrédito Juro Zero – Ampliação de crédito para os Microempreendedores Individuais, por meio do Programa Juro Zero. As operações terão limite máximo de R$ 5 mil. As regras para contratação do crédito permanecem as mesmas e podem ser consultadas em http://www.jurozero.sc.gov.br/.  O crédito é operado por meio das Instituições de Microcrédito Produtivo e Orientado – IMPOs, que atendem 100% dos municípios catarinenses e podem ser consultadas aqui http://www.jurozero.sc.gov.br/instituicoes-de-microcredito-tt.html.

Postergação de parcelas – Possibilidade de prorrogação do pagamento das parcelas vincendas nos próximos 6 meses. Os clientes do BADESC devem solicitar essa possibilidade ao Departamento Financeiro da Instituição para efetivação da carência. Os interessados podem enviar e-mail para [email protected] ou telefone 48 3216-5040.

Saiba mais: Áudio do presidente do Badesc-Eduardo Machado

 

 

 

 

Repasse para seus amigos utilizando os links abaixo

#Badesc, Badesc Emergencial, Coronavirus, Impactos