[ATUALIZADA] Polícia Militar nas ruas na Operação Adsumus

Repasse para seus amigos utilizando os links abaixo

Atualizada 12h05

Como resultado da Operação Adsumus, deflagrada no final da tarde de ontem em Criciúma, pela Polícia Militar, com término na madrugada, foram abordadas 259 pessoas; 424 veículos, quatro estabelecimentos, apreendidas munições e drogas. A operação ainda expediu 68 autos de infrações de trânsito, sendo recolhidos dois certificados de registros de licenciamento anual e, seis veículos.

Na subárea da 4ª Cia que envolve os municípios de Forquilhinha, Siderópolis, Nova Veneza e Treviso foram empregados 27 policiais, oito viaturas e cinco motocicletas. Como resultado foram abordadas 97 pessoas e 169 veículos e expedidos 19 autos de infrações de trânsito, recolhidos três certificados de registros de licenciamento anual, recolhidas três carteiras de habilitação e, seis veículos.

No total foram empregados 90 policiais militares, 32 viaturas, três motocicletas e dois Cavalos.

Operação foi desenvolvida ontem

Mais de 100 policiais militares estão nas ruas, desde o final da tarde desta quarta-feira, atuando na Operação Adsumus, palavra com origem no latim que significa “Estamos presentes”.  Articulada em concentração, barreiras e abordagens em locais de maior circulação, a Avenida Centenário também será fiscalizada. A ação conta com o apoio da Polícia Militar Rodoviária, no P14 e P5, e será desenvolvida em Forquilhinha, Siderópolis, Treviso e Nova Veneza.

Conforme o tenente-coronel Evandro Fraga, comandante do 9º Batalhão de Polícia Militar (BPM), a cidade foi dividida em seis grandes grupos, em regiões segundo ele, preocupantes. São eles, os bairros Cristo Redentor e Nossa Senhora da Salete, Ana Maria, Vida Nova e Renascer, a região da Baixada, o entorno do Residencial Carmel (Vila Manaus e Santa Luzia), o Residencial Jardim União e os bairros Progresso, Jardim União, São Sebastião e Santo André e na região do Rio Maina, a área do Wosocris e Rio Bonito.

“A dinâmica envolverá o policiamento comunitário que estará envolvido em pontos estratégicos realizando barreiras policiais e controle de acessos nessa área de risco e vulnerabilidade social. Ainda durante a operação, haverá alvos que normalmente preocupam a Polícia Militar, alguns deles com mandados de busca e apreensão”, informa Fraga.

O comandante geral da Polícia Militar, coronel Carlos Alberto de Araújo Gomes Júnior, explica que é uma prioridade reduzir a criminalidade. “Esta é uma operação de saturação de área críticas, preventiva e repressiva de grande porte, por meio de policiamento motorizado, principalmente tático móvel concentrando recursos de toda a região”.

 

Repasse para seus amigos utilizando os links abaixo

#coronel Carlos Alberto de Araújo Gomes Junior, #Operação Adsumos, #Operaçao POlicial, #tenente-coronel Evandro Fraga, home_destaque, Polícia Militar

Repasse para seus amigos utilizando os links abaixo
Repasse para seus amigos utilizando os links abaixo