Associação Catarinense de Imprensa lança campanha de valorização do jornalista

Evento, com transmissão ao vivo pelo YouTube, foi realizado na noite dessa quarta-feira, dia 7

A Associação Catarinense de Imprensa (ACI) lançou na noite dessa quarta-feira, Dia do Jornalista, uma campanha de valorização do jornalismo. No evento, que contou com transmissão ao vivo pelo YouTube, a entidade também apresentou a diretoria e conselhos eleitos no fim de 2020. A jornalista Déborah Almada tomou posse na presidência da entidade. A diretoria de Criciúma da ACI tem a jornalista Andressa Fabris no comando.

Entre em nosso grupo e receba as notícias no seu celular. Clique aqui.

Déborah é a primeira mulher à frente da Associação Catarinense de Imprensa desde a sua fundação, em 1932, pelo jornalista Altino Flores. Gaúcha radicada em Florianópolis há 34 anos, foi eleita para presidir a ACI por dois anos. Com passagem pelos principais veículos de comunicação do Estado, Déborah atua há 18 anos na área de comunicação corporativa. Ingressou na ACI ainda na gestão do ex-presidente Moacir Pereira, assumindo a 2ª vice-presidência nos dois primeiros mandatos do ex-presidente Ademir Arnon. Estava na 1ª vice-presidência quando foi eleita para dirigir a entidade.

“Esta campanha reflete um dos pilares da diretoria, que é a valorização do jornalista e do jornalismo. Queríamos de alguma forma contribuir para elevar a autoestima dos profissionais que estão na linha de frente da notícia. O jornalista e o jornalismo têm sofrido repetidos ataques e entendemos que é dever da ACI proteger e defender uma profissão tão importante para a sobrevivência da democracia”, ressalta a presidente.

A presidente também citou levantamento da Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão (Abert), que indica o aumento no número de casos de agressão aos profissionais. “Foram 7.945 ataques virtuais por dia aos jornalistas e quase três milhões de mensagens em redes sociais atacando profissionais da imprensa. Números que causam vergonha e indignação. O jornalista serve ao coletivo. Um ataque a este profissional, portanto, configura um desrespeito a toda a sociedade e deve ser repudiado”, destaca Déborah.

Filme “Cada segundo sem notícia é um segundo escondido da verdade”

Visando valorizar a profissão, a ACI lançou também o vídeo “Cada segundo sem notícia é um segundo escondido da verdade”. A produção da Latina Filmes, com 45 segundos de duração, conta com roteiro da OneWG e produção da Latina Filmes. O audiovisual, gravado em Joinville, simula 24 horas na vida de um jornalista.

“A ideia é mostrar para o público todo o esforço e muitas vezes a tensão que envolve o dia a dia do profissional que corre atrás da notícia. O objetivo foi humanizar esta figura, que tem papel essencial nas democracias”, conta José Neto, Diretor da OneWG.

A humanização dos jornalistas ainda é ressaltada pelo diretor de Proteção e Defesa da Liberdade de Imprensa, José Augusto Gayoso. “Houve um esforço para mostrar que jornalistas, que muitas pessoas se acostumam a ver através das telas como atores ou mensageiros de propostas de algum grupo específico, são pessoas normais. Estão ali para contar boas ou trágicas histórias”, destaca Gayoso.

A campanha começou a ser veiculada nesta quinta-feira, dia 8, em todos os veículos do Estado (emissoras de rádio e tv, tvs, jornais e portais de internet), com apoio do trade de comunicação – ACAERT, ADJORI e ADI.

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo. Inscreva-se agora!

Você também pode gostar

Entre no nosso grupo do WhatsApp e seja atualizado em tempo real.