Aru, jogador indígena, morre em acidente de carro no Pará

O atacante paraense Aru morreu em um acidente de carro nesta sexta-feira, 30, na cidade de Marabá, Sudeste do Pará. Segundo informações de testemunhas, o veículo do jogador se chocou com um caminhão na BR-222. Aru estava sozinho no veículo, que ficou bastante danificado. O motorista do caminhão fugiu após o acidente e ainda não foi identificado.

Paulo Aritana Sompre, conhecido como Aru, tinha 31 anos. Ele era um dos líderes do Gavião Kyikatejê – nome do clube e da tribo que fica no município de Bom Jesus do Tocantins, distante cerca de 450 quilômetros da capital Belém.

O Kyikatejê foi o primeiro time indígena a disputar a elite de um estadual no futebol brasileiro, estreando no Campeonato Paraense em janeiro de 2014. Naquela estreia, a equipe perdeu por 2 a 1 para o Paysandu, mas Aru, com o corpo pintado, seguindo as tradições do seu povo, marcou o gol histórico para sua equipe, fundada em 2009. Aru marcou 10 gols na competição.

Após rodar por alguns clubes de São Paulo e Tocantins, ele retornou ao time indígena em 2016, sem repetir o sucesso de antes, porém, manteve a admiração por parte da sua tribo. Atualmente sem clube, há duas semanas, ele escreveu em uma rede social que havia pensado em parar de jogar, mas desistiu da ideia por causa do filho.

Você também pode gostar

Entre no nosso grupo do WhatsApp e seja atualizado em tempo real.