Armado, jovem invade escola e mata alunos e professores na Rússia

Suspeito, de 19 anos, foi preso pela polícia e arma foi apreendida

Pelo menos sete alunos e uma professora foram mortos nesta terça-feira, dia 11, em um ataque a tiros em uma escola em Kazan, no sudoeste da Rússia. Um jovem, de 19 anos, ex-aluno da escola, é o principal suspeito. Ele foi preso e uma arma apreendida. O ataque começou às 9h30min (horário local, 3h30min em Brasília).

Entre em nosso grupo e receba as notícias no seu celular. Clique aqui.

Fontes policiais investigam se havia um segundo atirador. Há mais de 20 feridos, seis deles em estado grave. Segundo autoridades de saúde, 21 pessoas foram hospitalizadas após o ataque, incluindo 18 crianças. Seis estão na Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

“Seis menores de idade se encontram em estado grave”, afirmou Lazat Jaydarov, porta-voz do governo do Tartaristão, cuja capital é Kazan. Imagens publicadas nas redes sociais mostram crianças pulando das janelas do prédio de três andares para escapar dos tiros.

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, expressou condolências às famílias das vítimas e desejou uma rápida recuperação aos feridos. Devido ao ataque, Putin também ordenou a revisão da regulamentação sobre os tipos de armas permitidas para uso civil. Tartaristão é uma região de maioria muçulmana no centro da Rússia, e sua capital Kazan fica a 725 km a leste de Moscou e tem mais de 1,2 milhão de habitantes.

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo. Inscreva-se agora!

Você também pode gostar

Entre no nosso grupo do WhatsApp e seja atualizado em tempo real.