Argel é expulso e Criciúma perde para o Figueira por 1 a 0

Tarde de reestreia de Argel Fucks no comando do Criciúma nesse domingo, 25, no estádio Heriberto Hulse. Em sua terceira passagem pelo Tigre, o técnico pediu e o torcedor atendeu, 5.445 carvoeiros estiveram presentes fazendo a sua parte com o maior público dessa temporada. Até então, a maior havia sido contra a Chapecoense na terceira rodada, com quase três mil pessoas no Majestoso. Mas o jogo foi amargo para Argel, e principalmente para quem esteve presente.

Como vem sendo nas últimas rodadas do Campeonato Catarinense, o Criciúma entrou em campo na zona de rebaixamento. E apesar da confiança dos carvoeiros, o jogo tomou proporção dramática logo no primeiro minuto do jogo. João Paulo aproveitou a bobeada da zaga e abriu o placar para o Figueirense com um chute forte no ângulo direito de Luiz.

O apoio do torcedor continuou, porém, o Criciúma seguia dando contra-ataques e errando passes. Antes dos 5 minutos de partida, outra grande chance do Furacão com Henan tentando por cobertura, Luiz só observou a bola sair pela linha de fundo.

Como se não bastasse o drama dentro de campo, na metade do primeiro tempo, Argel foi expulso pelo árbitro Rodrigo D’Alonso Ferreira. No caminho para o vestiário, o técnico disse não ter feito nada. Cabe aguardar a súmula do árbitro da partida. Na melhor chance do Tigre no primeiro tempo, um chute de longa distância de Eltinho que passou perto da meta de Denis, que durante toda a primeira praticamente não trabalhou.

Argel Fucks subiu ao gramado antes dos jogadores e foi aplaudido pela torcida. Mesmo com a expulsão aos 23 minutos do primeiro tempo, saiu de campo ovacionado pelos carvoeiros.

 

Erro de arbitragem contra o Figueira e pontaria ruim do Tigre

Na volta do intervalo o auxiliar Galeguinho fez duas alterações. Alex Maranhão para a posição de Douglas Moreira e Lucas Coelho no lugar de Elvis. E as boas chances foram com os dois jogadores. A primeira foi de Maranhão, em cobrança de falta rasteira, a bola passou muito perto. Mas o Figueirense seguiu tendo as melhores chances. Aos 4 minutos, Diego Renan cruzou no segundo pau e Henan entrou sozinho para marcar. O auxiliar levanta a bandeira e marca impedimento erradamente.

Novamente as boas chances do tricolor foram nas bolas paradas. Alex Maranhão levou perigo nas cobranças de escanteio. Na melhor delas, Sandro subiu e mandou por cima da trave, quase o empatando a partida. Eltinho e Mailson também tiveram boas chances, mas não acertaram a meta. João Paulo em um chute da entrada da área obrigou Denis a fazer grande defesa. Mas apesar da melhora ofensiva, o Criciúma não conseguiu igualar o placar e foi derrotado em casa por 1 a 0.

Com a derrota o Tigre segue na zona de rebaixamento com 9 pontos, e só não é o lanterna graças a vitória do Avaí sobre o Inter de Lages por 3 a 2. Já o Figueira continua líder absoluto do Catarinense.

Você também pode gostar

Entre no nosso grupo do WhatsApp e seja atualizado em tempo real.