Argel comenta as vaias na derrota do Criciúma sobre a Ponte

A estreia do Tigre no Heriberto Hulse pelo Campeonato Brasileiro da Série B foi amarga para o tricolor na noite deste sábado, 21. Sem o volante Douglas Moreira, emprestado para o Fluminense e o atacante Zé Carlos, que sofreu uma lesão de grau 1 na coxa direita na derrota diante do Atlético Goianiense, o Criciúma acabou surpreendido logo no inicio da partida.

O técnico Argel Fucks comentou sobre as vaias da torcida e as opções de substituição durante a segunda etapa, após entra de Alex Maranhão no lugar de Nicolas, o comandante foi vaiado e chamado de “burro” por alguns torcedores.

“Normal, faz parte do torcedor, ele pagou o ingresso e tem o direito de vaiar, criticar, elogiar, isso é normal. Quando a gente mexe na equipe é para melhorar. O Maranhão (Alex) entrou bem, criamos inúmeras oportunidades na entrada dele”, disse o técnico do Tigre em entrevista coletiva na Sala de Imprensa Clésio Burigo.

Primeiro tempo ruim

Antes dos dez minutos de jogo, Luiz foi obrigado a fazer duas boas defesas, uma no cabeceio de Léo Santos, e outra em chute de Felippe Cardoso. As investidas precoces da Ponte deram certo, aos 14 minutos Igor fez boa jogada pelo lado direito e Felippe Cardoso apareceu para abrir o placar.

A equipe carvoeira não encontrava seu caminho. Aos 19 minutos Barreto pediu para ser substituído, Jean Mangabeira entrou no lugar e logo no primeiro lance fez falta dura em Nathan, e o árbitro João Batista Arruda mostrou o amarelo. A Macaca seguia tendo as melhores oportunidades, apostando nas jogadas ofensivas pelas pontas. Em uma delas, Luiz foi obrigado a sair da área e por pouco não cedeu o segundo.

O atacante Felippe estava confiante, Tiago Real cruzou e o jogador tentou de bicicleta, mas acabou perdendo o tempo de bola. As boas chances do Tigre no primeiro tempo foram no voleio do atacante Nicolas, aproveitando a bola ajeitada por Lucas Coelho e no cabeceio de Liel, após cobrança de falta de Elvis, no último minuto.

Grito de gol não saiu por muito pouco

O Tigre voltou para a segunda disposto a empatar a partida, logo aos três minutos duas boas chances de cabeça. A primeira com Nicolas pegando o goleiro Ivan adiantado, e a segunda com Lucas Coelho após cobrança de escanteio. Aos 22 minutos, nova chance aérea com Liel, a bola passou muito perto da meta. As oportunidades continuaram aparecendo, na sequência Elvis chutou forte de longe, obrigando Ivan a espalmar.

Aos 16 minutos, o técnico Argel Fucks substituiu Nicolas por Alex Maranhão, e acabou vaiado pela torcida, que inclusive ensaiou gritos de “burro”. Mas foi o próprio Alex Maranhão que quase arrancou o grito de gol da torcida, sua cobrança de falta passou muito perto do ângulo esquerdo da Ponte. Pouco depois uma polêmica, novamente Alex Maranhão cobrou falta e Andrew mandou para o gol, mas Reynaldo salvou em cima da linha e os jogadores do Criciúma reclamam muito com a arbitragem querendo a marcação do gol.

Na prorrogação, ainda deu tempo para o torcedor acreditar no empate. Alex Maranhão cruzou, Andrew desviou e Liel cabeceou em cima do goleiro Ivan. Com a derrota, o Tigre segue sem pontuar na 17ª posição, na zona de rebaixamento da Série B 2018. O próximo adversário do tricolor será o Coritiba, na sexta-feira, 27, no estádio Couto Pereira.

 

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo. Inscreva-se agora!

Você também pode gostar

Entre no nosso grupo do WhatsApp e seja atualizado em tempo real.