Após cinco horas de rebelião na Penitenciária Sul bandidos se rendem

A rebelião na Penitenciária Sul em Criciúma, acabou após mais de cinco horas. Os detentos, que se rebelaram, se renderam, após a chegada do Bope no pavilhão. O tumulto começou com detentos da Galeria H1. Eles renderam dois agentes penitenciários, que foram feitos de reféns.

Entre em nosso grupo e receba as notícias no seu celular. Clique aqui.

Segundo o advogado de um dos rebelados, Diego Campos, as reclamações estavam voltadas ao corte de água, comida, videochamadas e a falta de distribuição das cartas. “Essas reclamações acontecem também no presídio de Araranguá, mas aqui, os presos aproveitaram o descuido dos agentes e praticaram a rebelião”, informou.

Uma operação pente fino será feita no local em busca de aparelhos celulares, armas brancas, sendo que alguns apenados que participaram da rebelião serão transferidos.

O presidente da Comissão de Assuntos Prisionais, Diomar Gilberto de Souza, informou que os agentes prisionais feitos de refém foram atingidos por tiros de balas de borracha na mão e no pescoço. “Após serem libertados foram atendidos pelos médicos do Samu. Já o apenado foi atingido de raspão na orelha, ele não quis atendimento inicialmente pelo Samu. O curativo foi feito na própria cela, sendo na sequência atendido pela equipe do Samu”, informou Souza.

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo. Inscreva-se agora!

Você também pode gostar

Entre no nosso grupo do WhatsApp e seja atualizado em tempo real.