Notícias de Criciúma e Região

Após anos de espera, pacientes de Cocal do Sul realizam cirurgias ortopédicas

Procedimentos foram possibilitados por convênio entre a Prefeitura de Cocal do Sul e Hosítal São Donato de Içara

Os anos de espera na fila por cirurgias ortopédicas chegaram ao fim para 42 moradores de Cocal do Sul. Isso porquê uma parceria firmada entre a Prefeitura da cidade e o Hospital São Donato, de Içara, possibilitou a realização dos procedimentos. O convênio é de aproximadamente R$ 500 mil, repassados pela prefeitura ao hospital.

As cirurgias relacionadas a joelho, ombro e quadril, bem como procedimentos pós-cirúrgicos, iniciaram em maio e estão sendo finalizadas neste mês de agosto. Ao todo, foram realizadas 11 cirurgias de prótese de quadril, 26 de prótese de joelho, duas de ombro e três de ligamento e retirada de material de síntese e parafuso, totalizando 42 cirurgias ortopédicas.

Os pacientes que foram incluídos nos procedimentos do convênio foram encaminhados pela rede pública municipal, com indicação de cirurgia ortopédica, realizando o procedimento indicado a cada caso já previamente avaliado.

“O convênio, que foi por meio de recursos próprios do município, contribuiu para a diminuição da demanda reprimida em cirurgias de ortopedia, alguns casos de mais de cinco anos na fila de espera, ampliando a oferta e a capacidade de resolução dos casos eletivos”, declara a secretária adjunta de Saúde, Glícia Pagnan.

O convênio foi aprovado pela Câmara Municipal, sendo a primeira vez em que houve esta parceria com o Hospital São Donato e o município de Cocal do Sul. “Sem sombra de dúvidas, essa ação trouxe dignidade para essas pessoas; em sua grande maioria, na faixa etária dos 50 anos, são pessoas que estão em casa, que não conseguem mais trabalhar, ter uma vida social, por conta da necessidade de cirurgias ortopédicas; ”, pontua o prefeito Fernando de Fáveri.

Ainda de acordo com o prefeito, em várias situações o município tem recursos, mas não consegue realizar os procedimentos por serem de alta complexidade e ter a necessidade de uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI). “A novidade é que já estamos estudando o próximo mutirão de cirurgias com novas especialidades”, declara.

Um dos 42 pacientes que realizou uma cirurgia no joelho, Celso Sartor, esteve na Secretaria de Saúde e na prefeitura para fazer um agradecimento especial à equipe, pois aguardava há muito tempo por esta cirurgia. “Só tenho a agradecer imensamente, pois pude finalmente realizar a minha cirurgia que estava há tanto tempo na fila de espera”, ressalta.

Você também pode gostar