Anderson de Jesus – Boas Notícias

A primeira fase da obra de duplicação da SC-445 no trecho que corta Içara pode ser licitada ainda este ano. A informação é do diretor de projetos do executivo de Içara. Segundo Israel Rabello, o Governo do Estado pretende colocar a obra já no orçamento de 2022. “Existe a previsão para colocá-la no orçamento estadual de 2022 e o próprio governador Carlos Moisés afirmou, juntamente com o secretário da Casa Civil,  Eron Gioardani, e o secretário de Infraestrutura, Thiago Vieira, que o projeto será licitado pelo Estado, pois não há cabimento elaborarmos um projeto e não executá-lo. A palavra foi dada para ser cumprida. Foi nesses termos que o município se comprometeu a fazer o projeto de duplicação e humanização da SC 445”, detalha.

Entre em nosso grupo e receba as notícias no seu celular. Clique aqui.

Acelerando

Ainda segundo Rabelo, o desafio dos técnicos agora é concluir todo o projeto de engenharia da primeira etapa até dezembro. Isso vai permitir que ele entre em processo licitatório antes do início do recesso do executivo estadual.

Preocupação

Há na Câmara dos Dirigentes Lojistas (CDL) de Içara um clima de preocupação com o Natal. O temor é que o município possa ficar, justamente no ano em que celebra seus 60 anos de emancipação, sem uma programação de natal à altura do que a cidade merece. Há mais de 30 dias uma reunião foi realizada para definir detalhes da parceria para a iluminação e o convênio com o Programa de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon) que é firmado para assegurar os prêmios distribuídos para os consumidores. O executivo deu sinal verde e pediu prazo para definir os valores e resolver outras questões burocráticas. O problema é que até agora o assunto ainda não caminhou.

O prazo

A CDL não tem dúvidas de que o município será parceiro, já que sabe que fazer um grande fim de ano e marcar o aniversário da cidade é também uma das preocupações da prefeita, Dalvania Cardoso. A preocupação, no caso, é com os prazos. Já estamos na segunda quinzena de setembro e adiar muito a decisão pode deixar a CDL sem opções de empresas para contratar. Içara, aliás, ao longo dos últimos anos se destacou pelas grandes ações no natal. Ações que chamam atenção pela beleza da decoração e também pelos prêmios.

Voluntários

Grupo de voluntários do Balneário Rincão trabalha nos ajustes da Festa da Primavera. Ao longo das últimas semanas o grupo tem se dedicado a embelezar a Avenida Leoberto Leal e partes do trecho do Calçadão a Beira-mar. A conclusão do trabalho vai ser celebrada no sábado, dia 25, com a Festa da Primavera. “Vamos fazer um ato simples, sem aglomerações, para marcar a chegada da primavera e todo o trabalho que os voluntários fizeram. Neste dia também vamos distribuir 600 mudas de árvores frutíferas para a população”, explica Carlos Alberto Moisés, da ONG VBR. Segundo ele o grupo também já trabalha de olho no Natal. “Vamos nos dividir em três grupos para fazer um grade evento. Um vai tratar da iluminação, outro da Casa do Papai Noel e um terceiro grupo da parte teatral”, adianta.

Na capital (foto)

Presidente da Câmara de Vereadores de Içara, Itamar da Silva cumpriu agenda na capital. Visitou gabinetes na Assembleia Legislativa em busca de recursos para o município. Um dos pedidos foi entregue a deputada Paulinha. A solicitação é para pavimentação de duas ruas no bairro Vila Nova.

Combustível

Levantamento feito pela Agência Nacional do Petróleo mostra que a gasolina subiu 0,86% na última semana. Nos mais de 4,4 mil postos pesquisados no Brasil o preço médio do produto é de R$ 6,059. Na região o preço varia entre R$ 5,78 e R$ 5,90 a gasolina comum.

Casa

O financiamento da casa própria, por meio do Programa Casa Verde e Amarela, do Governo Federal, ganhou parcerias com estados para amenizar o valor da entrada do imóvel para algumas famílias. As mudanças no programa foram anunciadas durante evento no Palácio do Planalto, em Brasília. A expectativa é reduzir ou zerar a entrada no valor da casa própria, para famílias com renda de até R$ 4 mil.

Mutirão de cirurgias

Meta é reduzir, nos próximos seis meses, a fila de espera acumulada no último um ano e meio da pandemia. No Estado, são pelo menos 100 mil procedimentos em espera. Esse volume todo é culpa da pandemia que forçou a paralisação dos procedimentos para reservar os leitos para as vítimas da Covid-19. Na região a lista de espera é grande.

Você também pode gostar

Entre no nosso grupo do WhatsApp e seja atualizado em tempo real.