Alternativas para evitar ausência de pacientes em exames são discutidas

Tratar sobre que medidas tomar para diminuir a ausência de pacientes nos exames e consultas com especialistas agendados pela Secretaria Municipal de Saúde. Este foi o motivo da reunião que aconteceu na terça-feira, 9 entre o prefeito de Criciúma, Clésio Salvaro com o Promotor de Justiça, Alex Sandro Teixeira da Cruz e secretários municipais. Conforme Salvaro, em média, 250 ultrassons são agendados por semana e apenas 130 são realizados. “Nos exames temos uma média de ausência de 45%”, destacou.

Durante a conversa uma das soluções proposta foi a de envolver os alunos da Rede Municipal de Educação como forma de levar a informação e conscientizar os pais. “Um trabalho de conscientização de uma forma lúdica. Seria um alerta aos pais. Deixar claro ao cidadão, que no dia marcado, ele não compareceu e acabou tirando a vaga de outra pessoa”, ressalta o promotor.

Além disso, o promotor apresentou a ideia de aplicar uma advertência para o paciente que não comparecer a consulta ou exame e não apresentar uma justificativa. “Simplificar esta conduta em uma lei municipal, quem não comparecer terá uma consequência”, disse ele.

Você também pode gostar

Entre no nosso grupo do WhatsApp e seja atualizado em tempo real.