Agências bancárias de Mococa em São Paulo sofrem ataque de bando criminoso

Os alvos desta madrugada de quarta-feira, dia 7, foram as agências bancárias de Mococa, no interior de São Paulo, ataque semelhantes ao ocorrido no fim do ano passado em Criciúma, e registrado ontem no interior do Paraná.

Entre em nosso grupo e receba as notícias no seu celular. Clique aqui.

Por volta das 2 horas, um grupo fortemente armado efetuou um assalto a três agências, sendo elas a do Santander, Caixa Econômica Federal e Banco Mercantil. Durante a ação criminosa a quadrilha atirou a esmo quebrando vidraças de lojas. Ainda de acordo com o prefeito, não houve vítimas fatais, mas um guarda municipal que estava de vigia ficou ferido.

O ataque violento acordou a cidade de 70 mil habitantes, moradores assustados tentavam entender a situação e foram orientados pela prefeitura a permanecer em casa afim de evitar balas perdidas.

Para o prefeito da cidade, o início dos pagamentos do auxílio emergencial feito pelo governo federal e a proximidade da data de pagamentos de trabalhadores pode ter influenciado a escolha da cidade, que possui um pequeno efetivo policial. Na ação a quadrilha usou dinamite para explodir os cofres das agências, principalmente a da Caixa Econômica Federal. Até o momento existe a possibilidade não ocorrer saques em dinheiro na cidade.

Novo Cangaço

O bando teria chegado por uma via, onde se encontra a Base Operacional da Polícia Militar de Mococa e o Corpo de Bombeiros. Ali efetuaram vários disparos para sitiar os policiais. Na ação, um vigilante da UPA, cujo prédio fica ao lado, acabou ferido por estilhaços.

Em seguida, o grupo com oito veículos se dirigiu para o Centro e dominou as principais vias da cidade, onde passaram a atirar para evitar a aproximação de pessoas. A partir de então começaram a explodir os caixas.

Moradores mais distantes da área central relataram imaginar inicialmente que se tratavam de fogos de artifícios, mas quem reside próximo às agências logo percebeu o crime em andamento.

Policiais de toda a região foram mobilizados para acompanhar a ocorrência mas até o início da manhã não havia pistas dos bandidos que, segundo consta, fugiram em direção ao Sul de Minas Gerais. As características da ação criminosa remetem ao Novo Cangaço, pratica recorrente de quadrilhas de assalto a banco pelo país.

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo. Inscreva-se agora!

Você também pode gostar

Entre no nosso grupo do WhatsApp e seja atualizado em tempo real.