2ª fase da Operação Hefesto: sete mandados de prisão são cumpridos

A Polícia Civil prendeu o último envolvido na Operação Hefesto na manhã desta quarta-feira, dia 6. A prisão foi realizada no Balneário Ilhas, em de Araranguá, sendo a sétima registrada na segunda fase da operação, que teve início nesta terça-feira, dia 5.

Entre em nosso grupo e receba as notícias no seu celular. Clique aqui.

Entre terça e quarta-feira, sete mandados de prisão foram cumpridos, sendo três em Criciúma, três em Morro da Fumaça e um em Araranguá. As prisões foram efetuadas em conjunto, por policiais civis de Urussanga, Cocal do Sul, Morro da Fumaça e da Coordenadoria de Operações e Recursos Especiais (CORE/PCSC) da Polícia Civil de Santa Catarina, com o apoio do Ministério Público de Santa Catarina (MPSC). 

Para o delegado Ulisses Gabriel que coordena as investigações, outras fases podem ser deliberadas. “No momento temos o inquérito inicial e outros dois, que foram abertos em sequência e investigam a possibilidade da prática de usura pecuniária – agiotagem – e lavagem de dinheiro, então é possível que tenhamos mais fases nessa operação”, afirma Gabriel, que divide a coordenação dos trabalhos com o delegado Márcio Campos Neves.

Primeira fase 

Na primeira fase da operação, deflagrada no dia 16 de setembro, a Polícia Civil apreendeu 520 quilos de carne de cavalo, em Morro da Fumaça. Cinco pessoas foram presas em flagrante. Duas foram detidas por tráfico de drogas e associação para o tráfico, uma por desacato e duas por crime contra o consumidor, com carne imprópria para o consumo para fins comerciais. Em um depósito foram apreendidos também drogas, armas e dinheiro.

Você também pode gostar

Entre no nosso grupo do WhatsApp e seja atualizado em tempo real.