Anderson de Jesus – foco nos mais carentes

Novo secretário de assistência Social de Içara, professor Duca Zata, disse nesta quinta-feira, 18, que a pasta não vai se afastar de seu papel principal que é auxiliar quem mais precisa. “Uma função que neste momento está ainda mais importante por conta da pandemia”, explicou. Em entrevista à Massa FM ele também relatou um pedido feito pela prefeita Dalvania Cardoso. “Para que as pastas trabalhem juntas. Uma parceria entre social, saúde e educação”. O novo secretário também pretende reforçar as ações em buscas de parcerias. “Com empresas e entidades que possam colaborar para inclusão das pessoas mais vulneráveis e para a geração de emprego e para a qualificação destas famílias para que ingressem no mercado de trabalho. O leque de atuação da secretaria é amplo”, comenta o Secretário que como primeira ação fez uma compra de produtos da agricultura familiar para reforçar a cesta de alimentos de famílias assistidas.

Entre em nosso grupo e receba as notícias no seu celular. Clique aqui.

Aberto
Prazo interessados em se inscreverem no programa de eficiência energética da Cooperaliança. Por conta da pandemia é tudo online. Para se inscrever , o consumidor deverá entrar no site www.cooperalianca.com.br/programas/pee e preencher o formulário de inscrição.

Na Unesc
Professora Luciane Cereta, vice-presidente da Acafe, representou a instituição e as universidades comunitárias em encontro com o governador Carlos Moisés e o Secretário Luiz Fernando Vampiro. Na pauta as bolsas do Uniedu, fundamentais para o fortalecimento das universidades comunitárias, mas principalmente para universalizar o acesso a educação de qualidade para os jovens de Santa Catarina. A reitora falou sobre isso nesta quinta-feira em entrevista na Massa FM, mas também detalhou as ações da Universidade para a retomada das atividades e destacou a consolidação da força da Unesc durante o ano de 2020, infelizmente marcado pela pandemia.

O retorno
A exemplo do que aconteceu na rede municipal, a volta às aulas nas escolas do Governo do Estado ontem também foi de tranquilidade. Claro que ao longo dos próximos dias toda a logística vai ser revista e afinada, mas foi um retorno organizado.

Tramitação normal
Câmara de Vereadores de Morro da Fumaça rejeitou o pedido do Governo para que tramitasse em regime de urgência um projeto autorizando município a contrair empréstimo de R$5 milhões. Recurso seria empregado para comprar um terreno para a construção de uma segunda área industrial na cidade. Com a rejeição o projeto vai tramitar dentro das regras, passando por todas as comissões. Morro da Fumaça já tem uma outra área industrial pronta. O problema é que não há nenhuma empresa instalada nem informação de empresas interessadas.

Há vagas
Presidente da Associação empresarial de Criciúma me disse nesta quinta-feira durante entrevista à Massa FM que há sim vagas na região. Segundo ele, o banco de dados da Acic tem pelo menos mil oportunidades de trabalho para contratação imediata. O que falta então? Simples, gente qualificada. Até tem mão de obra ociosa, mas o problema é que os que buscam vaga ou não querem ou não sabem fazer o básico.

Otimismo
Durante a entrevista Moacir também falou sobre o otimismo dos empresários. “Ele se mantém, mas para que a economia possa reagir é preciso que a demanda não sofra uma queda e é fundamental que a indústria tenha matéria-prima para continuar trabalhando”.

Via Rápida
Na noite de quarta-feira, Moacir e outros integrantes da Associação Empresarial recolocaram na pauta a proposta de extensão da Via Rápida até o Balneário Rincão. Objetivo é buscar recursos para o projeto e para a execução dos serviços. Entendimento é que a extensão da rodovia facilitaria a mobilidade, mas também impulsionaria o desenvolvimento regional.

Aposentadoria
Concessão das aposentadorias vai demorar ainda mais. INSS recebeu autorização do STF e agora tem prazo extra para avaliar os pedidos. Atualmente a concessão deveria ser dada em 45 dias, agora passou a noventa. Na prática, no entanto, estes prazos geralmente não são cumpridos e demoram mais de três meses.

Samu
Deputados Estaduais aprovaram requerimento que convoca o Secretário de Estado da Saúde para esclarecer problemas contratuais com a OZZ que faz a gerência do Samu no Estado. Problema foi levantado pelo deputado Jessé Lopes.

Vacinas
O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, anunciou nesta quarta-feira, 17, durante reunião virtual com governadores, que até o mês de julho serão distribuídos aos estados 230,7 milhões de doses de vacinas contra a covid-19. Eu torço para que realmente isso se concretize, mas duvido muito desta previsão. Na prática, infelizmente, o ritmo tem sido outro. Em Criciúma a imunização já parou porque não há mais doses. Nas demais cidades da Amrec a realidade não é diferente.

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo. Inscreva-se agora!

Você também pode gostar

Entre no nosso grupo do WhatsApp e seja atualizado em tempo real.